cidadania / cultura web

Marina Silva e a plateia #cpbr4

Dois eventos marcaram a Campus Party nesta terça e faço questão de registrar. Por volta do horário do almoço o Centro Imigrantes foi “invadido” por fãs do ex-vice presidente dos EUA Al Gore (parte do Governo Clinton entre 1993 e 2001), figura notável da área de sustentabilidade. Com a vinda de Gore e seus fãs e curiosos por sua visão sobre tecnologia e sustentabilidade, alguns PMs e Mariners foram figuras fáceis no meio dos geeks. A visão, confesso, era das melhores, na fila do almoço eu via nerds à vontade ao lado de PMs com armas pesadas, mas tudo numa boa, num clima interessantíssimo que reflete a diversidade do evento.

Compromissos com clientes me impediram de ouvir Al Gore e acompanhei à distância, lendo tuites de @anamariacoelho @tuliomalaspina e @alinekelly. Soube por eles que Gore falou pouco e -corrijam-me se estiver errada – sua mensagem poderia ser sintetizada nesta frase:

“Esse é o momento para trazer a educação para o século XXI” Fala @algore sobre a internet e educação na #cpbr4 (via @tuliomalaspina)

Em seguida ao speach e antes da participação super aguardada de Marina Silva, eu estava na sala VIP reunida com os debatedores do painel Redes Sociais e Educação e me deparei com a própria @silva_marina e a equipe com quem conversamos sobre Educação no programa para TV web Sala de Marina no primeiro turno das eleições. Gui não resistiu e pediu para tirar uma foto de fã com ela, exatamente a que posto abaixo com muita honra.

Tietagem com @Silva_marina na #cpbr4

A honra de ter trocado palavras com Marina – por tudo que ela representa no contexto atual do Brasil – e por ter estado com a equipe dela e de Neca Setubal no Sala de Marina conversando sobre a visão que nós, eleitores 2.0 (os blogueiros e tuiteiros) temos sobre a educação nos tempos atuais.

Curiosidade que soube no site da Campus Party: o festejado idealizador de “Uma Verdade Inconveniente”, documentário que em 2006 denunciou os males do aquecimento global e acabaria por estabelecer um importante marco dentro da discussão global em favor do meio-ambiente, já participou de uma Campus Party! Al Gore esteve no evento em Valência, em 2001, ainda no governo Clinton. Atualmente ele preside a Generation Investment Management, organização que aborda o investimento sustentável.

Eu diria que infelizmente ele dividiu o palco com Tim Berners Lee, um senhor com quem eu e @prigon trocamos umas poucas palavras (e tiramos a foto insana abaixo) e que a plateia me contou que assumiu a fala no encontro. Tim foi a estrela da segunda edição da Campus Party Brasil, em 2009, mas neste festejado encontro com Al Gore – que deveria ser para compartilhar percepções sobre o princípio e o futuro da web – deixou a desejar.

Eu e @prigon com o "simpático" Tim Berners-Lee #cpbr4

P.S. Tim Benders Lee criou a “WorldWideWeb” quando trabalhava no CERN, o Laboratório Europeu de Física de Partículas, na Suíça, em 1990, ao idealizar um projeto global de hipertexto, permitindo que as pessoas trabalhassem em conjunto. Com mais de 50 premiações entre condecorações, honras e outros reconhecimente,  é formado em Física pela Universidade de Oxford e tem títulos de honra nas mais conceituadas instituições de ensino, como a Universidade de Madri e a Columbia University, além de ter escrito inúmeros artigos sobre a Web e ciência da computação, e um livro sobre a história e o futuro da Web, chamado “Weaving the Web”.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas