#cparty agora, vamos debater a Grande Rede e seus Pequenos Produtores

[update com texto de @costaalencar que assistiu ao debate]

Pequenos 2.0

Grande rede, pequenos construtores foi o tema do bate-papo promovido pela jornalista e blogueira @samegui, junto de mães, crianças 2.0, educadores e platéia.
O bate-papo com blogueiros mirins atraiu a atenção de muitas pessoas e também da imprensa. O vocabulário criativo daqueles jovenzinhos impressionava e provocava comentários e sensações únicas. Alguns jornalistas diziam: “estou impressionado com o vocabulário dessa meninada…”
O tema foi discutido de igual para igual entre os jovens e convidados da mesa: a radialista Maria Fernanda Bastos e Fábio Yabu, ilustrador e escritor de livros infantis.
Um dos pontos mais discutidos foi a questão do medo que os pais sentem no primeiro momento em que os filhos “caem” na rede. “Às vezes, eles impõem regras e querem saber de tudo, limitam, mas acabam incentivando, contribuindo com a gente.” disse um dos presentes.
Quando perguntados sobre a troca de experiência nas interações via redes sociais, a garotada disse que censuram, sim, comentários pejorativos, e que, em alguns casos, conversam via e-mail com seus leitores, na maioria das vezes adultos.
A galera se esbaldava quando a meninada dizia: “somos citados na mídia por sustentar opiniões, divulgar nosso trabalho de forma sincera, discordar de profissionais de comunicação, por ter uma vida normal – apertar campainhas e sair correndo com os amigos, jogar bola etc”.
Como não poderia ser diferente, os pais complementavam dizendo que as impressões da internet acabam transbordando para outras mídias, gerando e movimentando o mercado da comunicação. Para os blogueiros, este comportamento deve ser levado de maneira natural, orgânica.
A receptividade e interação da galera com os palestrantes foi tamanha que o assunto continuou no estande do Governo paulista na Área de Exposições da Campus Party Brasil. Algumas pessoas chegaram a emocionar-se em conhecer o trabalho da meninada.
O público superou as expectativas e a imprensa marcou presença!
Por fim, o blogueiro Flávio Yabu sorteou um livro e a galera aplaudiu calorosamente a participação de todos!
Rogério Costa assistiu à palestra “Grande Rede, Pequenos Produtores”, às 14h do dia 26/01/2010.

[/update]

A ideia de que as crianças atuais chegam ao mundo prontas para mexer no computador, configurar softwares, navegar pela internet, ligar seu Wii ou Playstation no aparelho de TV já foi uma brincadeira, hoje é quase “ponto pacífico”. Li um artigo muito interessante do @inagaki, no site do Itaú Cultural, sobre esta geração. Lá ele nos convidava a pensar sobre a relação destes jovens como pequenos produtores da grande rede na qual estamos inseridos.

Ri muito quando li uma frase do Inagaki que dizia:

É como se tivessem passado os nove meses no útero materno lendo um F.A.Q., enquanto seus pais e avós ainda titubeiam diante das possibilidades tecnológicas quase infinitas.

No seu texto ele cita alguns casos: a publicitária Cristina Lages, avó de Valentina que, aos 8 anos de idade, já tinha criado perfis em redes sociais voltadas para crianças e planejava criar um podcast para compartilhar com o mundo que gostou muito de High School Musical 2.

Estão conosco, debatendo o tema de igual para igual com a molecada, a radialista Maria Fernanda Bastos, sócia do Estúdio Melancia e mãe de duas garotas cheias de opinião e ideias, e Fábio Yabu, ilustrador e escritor de livros infantis, responsável por dois sucessos de mídia Combo Rangers e as Princesas do Mar.

Será possível assistir o debate ao vivo pelo link http://tv.campus-party.org/ das 14h às 15h30. E depois eu prometo contar aqui o que aprender com esta nova geração.

P.S. Papo de mãe coruja: na onda do painel de hoje, ontem meu filho Enzo, de 9 anos, começou seu primeiro blog sério, com dominio próprio: Ver para crescer – pequenos produres de conteúdo produzindo para pequenos leitores. 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook