Contos de fadas sem crianças? É o que aconteceria se eles trabalhassem! #semtrabalhoinfantil

contos de fadas em que crianças trabalham

Lugar de criança é na escola e, nas férias, brincando e ouvindo boas histórias, não trabalhando como João, aquele do Pé de Feijão, lembra?

O menino, órfão de pai, teve que ir ao mercado vender a única fonte de renda da família, uma vaca. E, ludibriado por um vendedor, a trocou por cinco “feijões mágicos”. Ao voltar para casa, sua mãe ficou muito brava e jogou as sementes pela janela. Felizmente, elas germinaram e o resto você já sabe, não é mesmo?

Mas e se João tivesse acesso à informação e educação de qualidade, correria o risco de ser enganado por um vendedor ou, pior, morto por um gigante? E se ele, como Alice, soubesse resolver enigmas? Ou, como o Pequeno Príncipe, tivesse um reino encantado?

Porém, João, Alice e o Principezinho podem ter suas histórias e futuro ameaçados se não puderem viver plenamente a infância. Neste vídeo (lindo e curtinho) podemos imaginar isso.

Que histórias queremos contar e escrever para as crianças do Brasil?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.

@talitaribeiro

Apaixonada por palavras e viagens, gestora em formação, jornalista não praticante, esposa, amiga, prima-irmã, filha, neta, futura tia e mãe.