sustentabilidade

Não precisamos lutar o tempo todo contra o consumismo se temos condições, mas é importante lutar contra a ideia de que é preciso ter os objetos da moda para ser alguém ou ser feliz.

Laís Fontenelle, psicóloga do Projeto Criança e Consumo, é a convidada de Chris Nicklas no programa Quebra-Cabeça, da GNT, para debater o consumismo infantil.

“O adulto tem ferramentas para lidar com os apelos do consumo que a criança não tem”, explica Laís. E pelo visto ela fala muito mais no programa, hoje, às 21h, na GNT.

Você pode gostar também de ler:
Quem me conhece pessoalmente já ouviu meus comentários de consumidora, cobrando meus direitos e relembrando
"A simplicidade ultrapassa a adoção de uma atitude menos consumista, mas não significa um rompimento
Imaginem em pleno século XXI alguém defender uma atitude impositiva dos governos, intervindo e com
Recebi um release que dava conta de que o brasileiro é o quarto maior consumidor
Esta é para quem quer reduzir (ou evitar) o tempo das crianças em frente ao
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas