a vida quer

Este quadro é uma conexão Rio-Sampa. Vimos na Casa Cor 2009 (e esqueci de anotar o nome do artista, #shameonme) e Enzo adorou. E para falar de estilo, mãe coruja filho fofo: este visual dele foi super elogiado pela @renataruiz do Moda para usar. Camisa social, camiseta de uma boa causa (Natal do HSBC) e jeans escuro tem o estilo do meu primogênito.

Um novo blog no qual eu escreverei está no ar: Sacolão de Estilo. É uma iniciativa da minha “irmã-amiga-comadre” Tiffany, mas eu comprei a ideia sem pestanejar há meses e finalmente nosso “filhote” nasceu. Ontem quando comentava com meu marido que eu e a Ti íamos assumir o Sacolão de Estilo, ele falou: então saiu a conexão Rio-Sampa! Pois é, duas irmãs que partiram de Curitiba para morar nas duas maiores cidades do Brasil vão falar de estilo.

Tá bom, mas, como lembrou a Ti, o que nos credencia a falar do assunto? Na verdade, como acontece com boa parte dos blogs (e devo dizer que acho lindo este fenômeno), não somos profissionais da área, sequer somos “especialistas amadores“, mas temos paixão e opinião sobre o tema. A paixão e a vontade de compartilhar informações são as duas maiores forças que dão fundamentação para os projetos colaborativos na web 2.0 – e estas duas nós temos de sobra.

O nome do blog foi escolhido pela Ti e quando ela me contou (há meses, pois gestamos em conjunto este novo filho por um bom tempo antes de coloca-lo no ar) que tinha adquirido esta URL eu relembrei nossa brincadeira familiar de falar que “fulano” tem estilo. E #temestilo (que já foi “é style”) virou nosso bordão familiar.

Ter estilo é mais do que ser elegante, comprar roupas caras, chamar atenção, é conseguir transparecer através de suas escolhas materiais (roupas, calçados, acessórios, objetos de decoração, leituras, filmes, música) o que está na sua alma. É conseguir usar a moda para ser mais você – ou até um você que diferente, que quer crescer na sua vida.

E você, também sai por aí fotografando vitrines, editoriais de moda e gente na rua para mostrar para suas amigas? Sei que as meninas do Seja Básica começaram assim. E foi assim que eu e a Tiffany começamos a comparar a moda do Rio e de Sampa e percebemos que as diferenças são sutis e podem ser complementares. De foto em foto (que mandamos também para nossa mãe, que prometeu escrever às vezes no Sacolão de Estilo sobre estilo na terceira idade) nós notamos que tínhamos várias pautas. Se você também tem estas pautas e não sabe onde divulgar suas idéias sobre estilo, envie para nós (por e-mail) porque o Sacolão é um espaço para trocarmos ideias e mostrarmos as diferenças de estilo que convivem por aí.

P.S. E para completar, já temos uma consultora de moda que está longe, mas de olho no nosso eixo Rio-SP: Andrea Fialho, do Vanguarda, prometeu escrever para nós sobre a moda das ruas do Ceará. E @s amigas como a @juliareis (do Boa de Garfo) já prometeram dar seus pitacos por lá. 🙂

Você pode gostar também de ler:
Você tem vontade de aprender a costurar e não sabe onde começar? Ou quer dar
Hoje a Sam postou um artigo muito bom, falando para os pais não criticarem a aparência
Há alguns dias comentei aqui sobre a postura de se informar sobre a sustentabilidade embutida
Na semana passada Dani Vidal me perguntou "O que tem no meu carro de mãe"
O excesso de peso das bolsas femininas pode afetar postura, causar tendinite e contraturas musculares.
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas