entretenimento / mãe

Domingo passado Gui e eu passamos horas deliciosas com os meninos na livraria Siciliano do Santa Cruz enquanto esperávamos o filme do FICI. Hoje tivemos compromissos mais burocráticos (mercado, casa e construção e a preguiça que a manhã chuvosa impôs), mas aproveitamos para ler juntos e jogar alguns jogos com os meninos.

A Evellyn está perguntando em seu blog como é o hábito de leitura na sua família e que locais são legais na sua cidade para descobrir o mundo das letras. Como disse a ela, meu blog tem tantas dicas de cultura infantil nos finais de semana – e eu não consigo aproveitar tudo – que não sei o que comentar. Eu adoro São Paulo justamente por conta da vida cultural daqui. A oferta de livros é ótima, o ambiente é invejável (tanto de bibiotecas como a do CCSP quanto das mega livrarias como Saraiva e Cultura) e os eventos são bons, no geral gratuitos e os ambientes com pufs e brinquedotecas nas livrarias são muito agradáveis. Os preços podem ser ótimos, mas é preciso saber que livros achar –  os que estão na moda ou tiveram grande campanha de marketing são realmente caríssimos – e digo que há boas opções. No domingo passado saímos da Siciliano sem comprar nada, mas tinha uma coleção imensa de livros dos personagens do Discovery Kids e Nick a R$ 4,99!

Costumamos ler em casa, nas livrarias (shopping para nós acaba sendo mais livraria do que qualquer outra coisa) e nunca saímos sem carregar algum amigo-livro.

Continuo acreditando que, além de ter um ambiente leitor (a criança ter livre acesso aos livros e identificar nos familiares atitudes de leitores), é preciso saber estimular e respeitar os interesses deles.

Como disse no texto Adolescentes descobrem o mundo… será pela internet ou pela leitura? (no qual resenhava livremente Mano descobre o @amor, de Giberto Dimenstein e Heloisa Prietro) “é importante é quea leitura seja por prazer, em busca de algo que seja do seu interesse e que demonstre sua opção, ainda mais quando se trata do público juvenil”.

As soluções estão próximas, tanto para ensinar nossos filhos a ler, quanto para torná-los nossos amigos.

E você, como é na sua família? Passa lá no Meu Mundo e Nada Mais e participe do concurso cultural compartilhando seu hábito de leitura.

P.S. Esqueci de comentar que temos descoberto leituras ótimas e praticamente novas em sebos. Fica a dica! 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas