Compartilhe o que não tem preço: incentive o lado lúdico da vida =)

[update]

Conto com vocês!! Vamos doar uma palavra? Ajude 300 crianças a ganharem material de musica para aulas de dança e artes!

Basta clicar aqui e votar no projeto de Dança e Música que o blog A Vida Como A Vida Quer apadrinha!

[/update]

Aliar tecnologia a responsabilidade social. Será que é possível? E a gente pode mesmo fazer alguma “doação 2.0” (doar tempo ou espaço na web) e ajudar as pessoas desta forma? Eu acredito que sim e ao ver eventos como o TiB’10 – Together is Better – Seminário Internacional de Tecnologia para a Mudança Social eu não me sinto só (cerca de 500 pessoas estão reunidas em Florianópolis para abraçar a era digital em prol das causas que beneficiam a sociedade mundial).

Pois eu estou tendo esta chance novamente e conto com os leitores que acreditam na doação 2.0 para se juntar a mim em uma ação que parece pequena, mas é importante porque é concreta e ajudará crianças a ganhar mais da vida. Lembram-se da tagline do blog: a gente não quer só comida, quer comida, diversão e arte.

Acredito sinceramente na sensibilização das crianças através da arte para a construção de uma sociedade mais justa, tolerante, pacífica e feliz. Mais do que dar oportunidades iguais a todos (que é um direito indiscutível pelo qual nem deveríamos ter que lutar mais neste século XXI), é tempo de procurarmos oferecer aos nossos jovens oportunidades que venham ao encontro de seus talentos.

Eu e outros blogueiros fomos convidados pela MasterCard para apadrinhar uma das ações que fazem parte do projeto Compartilhe O Que Não Tem Preço, uma ação que apoia a Visão Mundial e promove a efetivação de sete projetos nas áreas de esporte, cultura e educação, tecnologia e economia solidária.

Por meio da dança e da música, é possível levar cultura e integração para os jovens.

Por que? A dança e a música fazem as pessoas se aproximarem e viverem em harmonia. O trabalho corporal melhora a postura, eleva a autoestima e desenvolve a coordenação motora. E com festivais e eventos populares também é possível promover a integração entre o público e os pequenos artistas.

Com as oficinas de dança e música, pretendemos resgatar e disseminar as danças e músicas folclóricas nordestinas e também proporcionar acesso à arte e cultura em comunidades carentes. As nossas oficinas englobam os temas teoria musical, musicalidade do instrumento, montagem de espetáculo e figurino, ritmos nordestinos e danças folclóricas. Podem participar crianças e jovens de 5 a 18 anos.

E você: quer ajudar a realizar este sonho que não tem preço?

E como nós convidados cada um a colaborar com sua doação 2.0?

A ideia é incentivar seus leitores e seguidores a votar no projeto (basta um clique com sua doação de palavras), mas o que se esconde atrás disso é o convite para envolver as pessoas no incentivo de crianças e jovens de todo o Brasil, para realizarem sonhos, superarem desafios e ganharem a esperança de um futuro melhor.

O que devo fazer se quiser apoiar?

A cada etapa, serão votados três projetos e os dois mais votados receberão as doações. Na última etapa da iniciativa os três receberão as doações. Ou seja, no final do projeto (em dezembro) todos os projetos serão beneficiados. Para demonstrar apoio ao projeto que este blog apadrinha você pode fazer um pequeno post no seu blog incentivando seus leitores e seguidores a votarem também. Simples assim.

E o qual projeto este blog apadrinha?

Grupo de Dança e Música – Incentive o lado lúdico da vida!

Com seu apoio 300 crianças e adolescentes de dois projetos – em São José da Tapera (AL) e Duque de Caxias (RJ) – serão beneficiados com novos materiais para suas aulas.

São:

  • 40 flautas doces
  • 10 violões
  • 5 teclados
  • 5 rebolos
  • 6 agogôs
  • 3 alfaias com baquetas
  • 2 atabaques
  • 1 caixa de som
  • 1 mesa de som
  • 2 microfones

Vale lembrar: você não gasta um único real. Quanto mais votos, mais rápido o projeto por nós escolhido será apoiado pela Mastercard. Você doa, convida mais amigos pra doar, espalha por todo seu círculo de amizades e vai ajudar muitas crianças.

P.S. E para estimular a todos, lembrei de um filme que adoro ver com os meus filhos (eles fazem aulas extras gratuitas de teatro, artes e música em sua escola e eu sou testemunha da mudança que a prática da atividade artística trouxe para a vida deles) e que mostra como a dança pode ter significado e alterar a vida de um jovem. Trata-se de Ela dança, eu danço.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook