cultura web / entretenimento / sustentabilidade

Após o painel com Marina, desconferência com jovens universitários da Rede Sinapse #avidaquernoswu #forumswu

Nesta manhã, segundo dia do Fórum Global de Sustentabilidade do SWU, ao sair do painel que me emocionou com Marina Silva, tive uma experiência riquíssima: conversei sobre o tema proposto no dia de hoje no Fórum com quem logo estará nas empresas (e nas famílias e comunidades) implantando todas as nossas ideias visionárias. Não tenho a idade do Neil Young, que ontem falou que “para ele é tarde, que as mudanças serão feitas por uma geração mais nova e aproveitadas por esta geração, mas tenho consciência de que nada do que eu imagino e sonho será possível sem um engajamento multidisciplinar e intergeracional.

O encontro surgiu no improviso graças à Aline Kelly que me apresentou o professor Ademar Bueno, que tem um trabalho incrível com jovens universitários na Rede Sinapse do LabIES (Laboratório de Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade) da Fundação Getúlio Vargas. No intervalo do almoço nos organizamos, com apoio da equipe de Mídias Sociais do festival, e tivemos uma desconferência sobre o tema do encontro da tarde: Como trazer a sociedade para o ativismo social e ambiental?

O tema – Ativismo na rede – será assunto de minha partipação no debate virtual Papos em rede nesta quarta-feira. O encontro, sobre o qual já falei aqui, é uma iniciativa de Márcia Ceschini (@marciaceschini) e envolve muitos jovens recém-formados ou estudantes, empenhados numa revolução também, mas mais focada na participação que os profissionais de comunicação podem fazer nos seus ambientes de trabalho.

[Se você quiser participar do encontro de quarta-feira, que é totalmente online e acontece à noite, saiba mais aqui]

Acompanhar a conversa com os dois públicos – comunidadores do Papos na Rede e os economistas e administradores da GV – me faz confirmar que o ativismo social é uma mescla da postura que a geração anterior (minha, de Márcia, do professor Ademar), que via no exemplo de vida a grande defesa das suas posturas e ideais, com a da geração mais jovem (dos universitários e recém-formados, como Bibiana Maia, que nos acompanhou hoje na conversa) que vê na difusão de suas práticas e crenças, por meio das redes sociais, o jeito de mobilizar pessoas. A mescla é o que fazemos nas nossas redes – blog e tumblr, Twitter, Facebook, Instagram e Flickr, etc – com o “broadcast” da vida privada que se torna, com facilidade, um espaço quase panfletário das causas nas quais nos envolvemos por afinidade, crença ou inspiração. E ainda estamos todos, felizmente, tateando e experimentando, sem saber com precisão onde vamos chegar, mas buscando com fé no futuro – o que, afinal, é o grande elemento unitivo de quem ainda se mobiliza por causas, concordam?
Os jovens da Rede Sinapse (paulista) observados pela jornalista e blogueira carioca @bibianamaia #avidaquernoswu #forumswu
Concebida como uma rede social, concentrando em um único ambiente inscrições e capacitações de universitários sobre um determinado tema, a Rede Sinapse, que Ademir organiza e de onde vieram parte dos alunos que trouxe ao Fórum no SWU, é um espaço para experimentação. E, para planejar ações, os alunos são convidados a pensar. Fizemos no mesmo na nossa desconferência: ligamos uma câmera de vídeo (que logo estará no nosso canal do youtube) e deixamos as pessoas falarem sobre sua visão da sustentabilidade prática, chegando ao final do papo com algumas conclusões e muitas perguntas abertas, daquelas que deixam “pulgas atrás da orelha” sobre nosso papel na convivência com os outros seres e com a bioesfera. As perguntas devem ser foco de muitos temas por aqui nos próximos meses e das conclusões uma me parece mais importante: como podemos comunicar a sustentabilidade e nos tornarmos mobilizadores de mudanças no cotidiano?

Os jovens estavam aqui porque venceram um desafio proposto a estudantes universitários (ou quem se formou até 2008) e é assim que, pelo que entendi, a Rede Sinapse funciona: as capacitações são realizadas por meio de acesso a conteúdo dirigido e pela aplicação do conteúdo aprendido no cumprimento de tarefas e ações práticas, com tarefas propostas de forma interativa, realizada por um animador de rede, permitindo que a participação dos universitários sejam em diferentes formatos, como vídeos, textos, apresentações e aúdio. A Rede Sinapse é uma alternativa dinâmica para os universitários aprenderem e discutirem sobre temas da atualidade como Sustentabilidade, Cidadania, Consumo Consciente, entre outros e também, interagirem com empresas e outros universitários.

Acompanhe o Fórum Global de Sustentabilidade conosco! #avidaquerNoSWU http://t.co/wPDNDNCO

E você pode ver os videos, de tudo que acontece aqui no SWU (e ao vivo) no Facebook, acesse www.Facebook.com/swubrasil.

Você pode gostar também de ler:
"Não há motivo para que São Paulo não vire uma cidade ‘bike friendly’ nos próximos
Estou "pagando" com atraso todas as minhas dívidas do Meme das Antigas... mas, como criador
Para ninguém sair do teatro municipal de Paulínia sem entender bem sua palestra, o diretor
A participação de hoje, que encerra os shows do SWU por aqui (brincadeira, ainda temos
Gostei muito de ouvir Fabio Feldman. Sua visão do que deve estar em foco no
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas