destaque / educação

  
Você reclama da bagunça com lápis de cor? E da mesa desenhada? 

Eu nunca reclamei, tampouco proibi nestes 15 anos como mãe. 

A mesa a gente lava e fica (quase) nova, o material a gente substitui. A criatividade, a iniciativa e o aprendizado ficam. 

E quando a coisa aperta demais, eu penso:

– Como terá sido o cotidiano da mãe do Vik Muniz? E de OsGemeos? 

Sem o amor, a fé e a tolerância delas teríamos muito menos beleza e espírito questionador nas artes atuais.

🙂


Estatísticas