mãe

Mamãe, o que é sexo?

Você já ouviu esta pergunta, não? E como respondeu? Eu já tive que falar sobre o tema, embora meus meninos, por se acharem cientistas e estarem sempre vendo documentários, tenham concluido por conta própria a “mecânica”. Mas a saia justa persiste. Ontem achei umas dicas no portal MdeMulher indicando como responder às perguntas dos filhos.

  • Mantenha-se firme! Jamais minta nem fuja da pergunta.
  • Não precisa responder mais do que a criança questiona. O ideal é falar de sexo aos poucos, à medida que a curiosidade dela vai surgindo.
  • Claro que você pode dizer “não sei” quando realmente não souber a resposta ou não quiser falar na hora.
  • “Dizer que não sabe é melhor do que falar bobagens para driblar a pergunta da criança ou do adolescente”, explica o sexólogo Gerson Lopes, autor dos livros Conversando com Crianças sobre Sexo e Conversando com Adolescentes sobre Sexo (ambos da ed. Autêntica).

Os autores, o sexólogo Gerson Lopes (consultor do Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP) em projetos de sexualidade e vice-presidente da Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia da região Centro-Oeste) e a bióloga Mônica Maia (Especialista em Educação Sexual pela Fumec, integra o MUSA- Mulher e Saúde, organização não governamental de saúde da mulher)  não oferecem uma receita sobre como lidar com a sexualidade da criança para não reprimí-la e dificultar o seu desenvolvimento. Eles oferecem condições para que os adultos (pais e educadores) possam refletir acerca da beleza da descoberta da corporeidade e de seus prazeres, permitindo que a criança se aproprie de si de maneira amorosa, cuidadosa e sem culpa, num livro com  linguagem acessível e ricamente ilustrado.

E quando a questão não é sexo e sim amor? Os pré-adolescentes estão cada dia mais precoces, não é mesmo? Veja o que os especialistas indicam:

  • Encare o momento com naturalidade. Namorar é uma coisa normal – mesmo que você ache cedo demais.
  • Proibir não é a melhor solução. Seu filho ou filha se distanciará de você e passará a fazer coisas às escondidas.
  • Esteja por perto e aconselhe, mas não se intrometa demais no namoro.

Você tem outras técnicas? Tem uma experiência legal com seu filho sobre este tema? Conte para nós!

Você pode gostar também de ler:
  Esse texto é para você, que assistiu o filme e está fritando para ler
Aziz e Fatima Ansari em Master of None No mês das
A gravidez na adolescência teve uma queda de 17% no Brasil segundo dados preliminares do
Estudo comprova que a necessidade evolutiva de proteger o bebê expande habilidades das mães Uma
Ali Wong - Baby cobra Nesse final de semana vi "Ali
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas