destaque / relacionamentos

Brittany Maynard, 29 anos, tinha câncer cerebral em estado terminal e havia anunciado que daria fim à sua vida, morreu no dia 01/11/2014 realizar um suicídio assistido. A informação foi confirmada pelo grupo pró-eutanásia Compassion & Choices.

Este caso do “suicídio assistindo” (eutanásia) abre um precedente e uma discussão ética importantes:

– Quem tem o direito de manter a vida quando naturalmente ela não seria possível?

IMG_0699.JPG

Definir se os médicos podem fazer tudo para manter o paciente vivo (o que me lembra um filme que vi recentemente, Os Descendentes) é um questão ética contemporânea tão importante quanto o aborto ou a clonagem, um dilema que me lembra o dos pais que têm embriões congelados para implantar.

IMG_0698.JPG

Tenho casais de amigos que vivem esta situação: a família chegou ao tamanho ideal, mas ainda tem embriões congelados aguardando sua decisão. Ter, não ter, doar, se desfazer. Como definir qual a decisão quando a questão proposta é tão nova que não fomos preparados para sequer pensar nela?

Creio que estamos mais prontos para responder quanto sofrimento suportamos ver nos nossos entes queridos terminais, pois a morte sempre foi algo mais próximo da nossa realidade do a criação da vida. Mas sinto que o dilema ético e emocional é equivalente. E sinceramente para este acho que poucos têm respostas.

Entenda a história: após ser diagnosticada com câncer em estágio terminal, a californiana Brittany Maynard decidiu se mudar de São Francisco para o Oregon, porque esse estado norte-americano permite o suicídio assistido para pacientes terminais. Desde então ela dedicou suas últimas semanas de vida a uma campanha para que outros que se veem diante de uma morte iminente possam usufruir do mesmo direito.

IMG_0696.PNG

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas