Ciclovias paulistanas aumentam, mas ainda estão longe da minha casa

reprodução de imagem de site com foto de Rahel Patrasso/Futura Press

Uma notícia hoje contava do funcionamento de uma ciclovia paralela a uma linha da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que passa ao lado do Rio Pinheiros, na capital paulista. A primeira etapa do trecho da Ciclovia Rio Pinheiros será inaugurada hoje e oferecerá 14 quilômetros de extensão, ligando as proximidades da Estação Autódromo à Vila Olímpia da Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú). O projeto prevê 20,4 quilômetros de extensão, ligando Autódromo à Estação Villa Lobos/Jaguaré (isso, a mais próxima do parque que citei no post anterior).

Fiz tanto isso – chegar à estação de trem/metrô de bicicleta e deixar a magrela à minha espera na estação para a volta – quando morei no Japão que a ideia me anima muito. Ainda que com funcionamento em horário restrito (das 6h às 18h nesta primeira fase) e funcionando muito longe da São Paulo onde eu vivo, é um avanço. O acesso ao local é gratuito e os ciclistas poderão deixar a bicicleta nos bicicletários das estações da Linha 9 – cinco ao todo, nas estações Jurubatuba, Autódromo, Primavera/Interlagos, Grajaú e Vila Olímpia.

Quem sabe um dia chega aqui na Zona Leste né? Já imaginaram uma ciclovia na Radial Leste?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook