Chico Xavier, entre o enigma e a fé #tv

Comentei en passent sobre o tema outro dia, no post Escrito nas estrelas debaterá a luta da ciência e da religião que os festejos e homenagens aos centenário de Chico Xavier estão invandindo várias mídias. Natural, creio, uma justa homenagem ao mineiro de Pedro Leopoldo – que psicografou cerca de 400 livros e vendeu mais de 20 milhões de exemplares de obras – e que soube traduzir a doutrina de Allan Kardec tanto para o povo simples quanto para o “ilustrado” com uma assertividade à toda prova. Para mim Chico Xavier sempre será o autor de Nosso Lar, primeiro livro espírita que li, ainda aos doze anos de idade. Marcou-me profundamente, como deve ser com todos que já leram a obra – que foi adaptada para o cinema, em filme que estreia neste ano, como mostra o trailer acima.

O canal Globo News traz algumas reportagens sobre ele nesta semana e ao receber o aviso dos programas, que abordarão as histórias e os mistérios em torno da trajetória do médium, me fizeram lembrar de bons amigos espíritas que tenho e que vão gostar de ler este post.

  • Chico Xavier – entre o enigma e a fé terá dois episódios: Como a imprensa lida com um fato sobrenatural que a ciência não consegue explicar? No programa de hoje, exibido às 23h, serão relembrados casos criminais que foram resolvidos através da psicografia de Chico e Pedro Bial entrevistará o biógrafo do médium, o jornalista Marcel Souto Maior.
  • No dia 31/03 um Arquivo N especial mostrará trechos de programas que dão destaque à fé em Chico Xavier (imagens de Roberto Carlos e Elis Regina, a campanha pelo prêmio Nobel da Paz em 1981, entrevista com o médium feita por Nei Gonçalves Dias e depoimento do ator Lúcio Mauro sobre a experiência de interpretá-lo no programa ‘Caso Verdade’ da TV Globo.
  • Os feitos espirituais estarão num especial (veiculado dia 28/03) do reporter Claufe Rodrigues que foi a Pedro Leopoldo e Uberaba, cidades mineiras em que Chico nasceu e viveu, visitando a antiga casa, locais de trabalho, casas de amigos e parentes e centros espíritas e instituições de caridade que o médium frequentava.
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook