casa / conversas de cozinha / sustentabilidade
Imagem: Pixabay CC0 Public Domain

Imagem: Pixabay CC0 Public Domain

 

O consumo de café em cápsulas  no Brasil em 2015 foi de 7000 toneladas, há uma estatística que diz que, caso sejam alinhadas todas as cápsulas de café consumidas no mundo, seria possível circundar o globo 12 vezes.  Aparentemente sua reciclagem não está acompanhando o crescimento do consumo. A Nespresso, a líder no mercado possui um programa de reciclagem das cápsulas, mas não informa qual é o percentual anual de reciclagem, sem transparência nas informações fica difícil entender o tamanho do problema.Tanto a Dolce Gusto, como a Três Corações estão implantando fábricas com a tecnologia de cápsulas no Brasil e já buscam formas de realizar a coleta e reciclagem.

A complexidade da embalagem – muitas vezes uma mistura de diferentes materiais – combinado com a borra de resíduos orgânicos de café moído não utilizado torna difícil o processo de reciclagem, as cápsulas são feitas com uma mistura de plástico e alumínio, o que significa que a maioria das usinas de reciclagem em todo o mundo não consegue reciclá-las corretamente. 6 gramas de café em 3 gramas de embalagem.

Em Hamburgo, na Alemanha, já baniu o uso de café em cápsulas em seus prédios públicos, para reduzir a geração de resíduos, o porta voz do departamento do Meio Ambiente e Energia Jan Dube diz que:

As cápsulas não podem ser reciclados facilmente porque eles são muitas vezes feitas de uma mistura de plástico e alumínio”

Existem novas alternativas para as capsulas de café de plástico e alumínio no mercado, já estão sendo avaliadas: Eason Chow, um designer de Cingapura, propôs a substituição do alumínio para bioplástico proveniente de fontes como cana de açúcar. “A quantidade de desperdício de embalagens é chocante”, disse ele.

No ano passado Caffe Vergnano, um produtor italiano, desenvolveu a sua própria cápsula com biopolímeros que pode fazer a compostagem  naturalmente. E a Ethical Coffee Company faz 100% cápsulas biodegradáveis a partir de fibras à base de plantas que são compatíveis com máquinas Nespresso.

Nós como consumidores temos que colocar esse assunto em pauta para que formas eficientes e rápidas de reciclagem sejam encontradas e discutidas. Uma boa solução seria o engajamento de todos, desde os fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e os consumidores para o manejo dos resíduos sólidos, seria interessante iniciar um processo de logística reversa, não somente para cápsulas de café como para outros itens de consumo diário, além de exigir que estas alternativas estejam disponíveis para consumo em larga escala.

The following two tabs change content below.

Christina Santos

Christina Santos, química, com especialidade em pesquisa e desenvolvimento de cosméticos, adora gatos e pipoca e tem grande interesse em meio ambiente, e sustentabilidade corporativa.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas