Canções de brincar em ritmo rock’n roll #BauDeDiversoes

“@gra_flor: “Uma casa sem musica é como um corpo sem alma” Dom Bosco”

Estive por uns dias com minha irmã Tiffany, que também participa das atividades do Baú de Diversões de Ninho Soleil, e aproveitamos para fazer muitas das brincadeiras com os três primos reunidos. Nossa ideia era reunir também Pedro, filho da Eliane Ceccon, que mora na mesma cidade, mas acabamos não planejando com antecedência (esse meu jeito de adorar improviso nem sempre funciona com os amigos!) e perdemos a chance! Nos divertimos tanto que tanto eu quanto a Ti nos desligamos de postar sobre as brincadeiras, pode? Acho que pode sim! Afinal, a ideia é brincar muito, aproveitando o tempo livre com as crianças e, acima de tudo, criando oportunidades para que eles descubram novas atividades ou, como aconteceu com os primos mais velhos e o mais novo, redescobrir brincadeiras com um novo olhar.

Refizemos as brincadeiras de Castelo de Areia, Bomba na piscina, Bola, Estátua, Fantasias e, desta vez, por conta da chuva, faltou Desbravar a Floresta (do Campo de São Bento, programa que faríamos com Eliane e Pedro). E nós também fizemos Ciranda, Cirandinha com os bonecos! Menino também brinca de roda, sabiam? Os meninos relembraram como era divertido, mas, vejam só, quando eu comentei com eles (no vídeo) sobre a Dona Aranha, eles “fingiram” não lembrar… risos. Nesta fase final das atividades de Ninho Soleil (testamos quase tudo, ufa!, foi uma maratona deliciosa) eu reitero uma ideia que norteou minha vida nesta primeira década como mãe e deixo como conselho para todos: aproveitem cada dia e não deixem para amanhã!

Lembro com carinho de cada uma das inúmeras vezes que brincamos de Dona Aranha e Ciranda, Cirandinha, Corre Cotia (e Marcha Soldado, que era mais coisa do Papai, que tem mil fotos fazendo continência na infância!) e sei que, no coração deles está presente esta lembrança de afeto e diversão – mesmo que, como no vídeo, eles digam que não lembram do que vai parecer “um mico” para meninos grandes! (risos) E por falar na Dona Aranha, é uma das minhas cantigas favoritas porque até os bebês podem participar, é teatral e pode ser cantada por uma criança sozinha, por um grupo ou por um adulto e uma criança, interagindo.

A dona aranha subiu pela parede. Veio a chuva forte e a derrubou. Já passou a chuva, o sol já vai surgindo. E a dona aranha continua subindo. Ela é teimosa e desobediente. Sobe, sobe, sobe e nunca está contente.

É muito fácil brincar e ajuda a reforçar laços afetivos e a desenvolver memória.

Sente uma criança no colo, de frente ou de costas para você. Enquanto cantam, caminhe com os dedos, subindo pelo braço da criança, como se fosse a aranha da música. Quando chegar à altura das axilas, faça cócegas. A criança vai adorar e pedir para repetir a música muitas vezes.

E o rock’n roll do título? Vejam o vídeo!

Curtiu? Então entre na brincadeira também!

Esta brincadeira faz parte das sugestões do baú de diversões de NINHO Soleil . Fica aqui o convite para você acompanhar as atividades de todas as mães blogueiras que assumiram o compromisso de abrir o Baú de Diversões nas suas casas e contar em seus blogs sobre as brincadeiras nas suas famílias: Gisele Barcellos(@kidsindoors), Monica Brandão(@comercrescer), Eliane Ceccon(@1001roteirinhos), Sam Shiraishi(@samegui), Cybele Meyer (@educaja) e Tiffany Stica (@blogdati).

Acompanhe a gente e siga a hashtag #baudediversoes. E não deixe de contar aí nos comentários, no Twitter ou no seu blog quais são as suas atividades favoritas.

P.S. Meu sobrinho Caio ama música desde que nasceu, é uma criança muito, muito musical. Os primos, embora tenham sido ligados à música “desde sempre”, por conta do nosso estímulo e apoio, descobriram mesmo o prazer da relação com esta linguagem universal quando começaram a fazer aulas de música. Mas, como diz meu filho caçula, “nada de aula chata, música é aula divertida!” e eu devo este sentimento dele a uma professora que responde por esta disciplina na escola deles (Música faz parte da agenda do colégio mesmo no ensino fundamental, felizmente). Professora Loriane, que é um doce de pessoa (mesmo!), passa para eles os princípios musicais de forma carinhosa e leve. Menos afetuoso, mas muito divertido e capaz, o professor Anselmo chegou no ano passado para trazer os fundamentos da execução musical com aulas de flauta, canto e violão. O resultado, pelo menos para nossa família, é uma casa na qual se canta e toca o tempo todo! Delícia, não é mesmo?

Posts relacionados

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook