Cadê os bike points da Zona Leste? Nós também merecemos! #ciclootimismo

20131114-143547.jpg

Estou tentando avaliar onde fica esta nova Praça da Reinvenção/Bike Point, mas já o faço reclamando:

Até quando Sampa vai agir como se os ciclistas urbanos morassem entre Jardins, Pinheiros e Itaim?
Quero isso na Mooca, na Zona Leste, onde tem gente interessada!

A notícia:

Desde o início de novembro, a praça que fica entre a Avenida Hélio Pelegrino e a Rua Nova Cidade, na Vila Olímpia, ganhou um espaço com torre de manutenção para bicicletas. Trata-se de uma “oficina mecânica self-service para bikes, calibrador, paraciclo e vaporizador” disponiblizada gratuitamente para ciclistas, com promessa de que o espaço se mantenha aberto diariamente e nos finais de semana – período que o número de ciclistas aumenta consideravelmente.

20131114-143934.jpg

O idealizador da Praça da Reinvenção/Bike Point, Alexandre Frankel, garante que mais de três mil pessoas passaram pelo local nas primeiras duas semanas, sendo que mais de 80% utilizaram ao menos um dos serviços disponíveis. Ele também afirmou em entrevista que a ideia é fazer outras praças deste tipo em São Paulo, além de incentivar a implementação dos Parklets.

Nós já falamos deles, mas com outro nome: vaga viva. Na verdade são vários nomes – alguns com objetivos meramente marketeiros, de green washing – a ideia é genial e trata-se de uma ocupação temporária de algumas vagas de estacionamento de carros, transformando-as em área de convivência, de lazer e área verde.

Mas é confortável ficar no meio do trânsito?

Quase equivale ao chopinho na mesa da calçada do bar, né? Mas o objetivo das vagas vivas (ou parklets) é outro, é causar incômodo e levar à reflexão, provocar uma reflexão sobre o uso atual do espaço urbano, cada vez mais dedicado aos automóveis, em forma de avenidas, viadutos, estacionamentos.

20131114-144518.jpg

“As vagas de estacionamento para carros nas ruas representam espaço público que os cidadãos não podem usar coletivamente, servindo apenas como apoio e incentivo a um uso cada vez maior do automóvel. Esse tipo de uso também aumenta a insustentabilidade da cidade, devido à impermeabilização do solo derivada da falta de áreas verdes nas ruas, o que acaba elevando as temperaturas do ambiente urbano e tornando os espaços desconfortáveis, afastando o convívio entre as pessoas. (…) Zonas Verdes e parklets representam muito mais do que trocar alguns metros de asfalto por espaço de convivência. Vão muito além do design e paisagismo. Simbolizam uma amostra do que a cidade pode vir a ser – e essa discussão não pode ser diluída à luz dos holofotes.” (#vadebike)

A Vaga Viva surgiu em São Francisco, nos Estados Unidos, em 2005, com o nome de “Park(ing)”, como uma iniciativa do Rebar, estúdio que se declara trabalhar “na intersecção da arte, design e ecologia, criando projetos que inspiram as pessoas a “reimaginarem” o ambiente e seu lugar nele”.

20131114-143854.jpg

Neste mês há um espaço assim na Rua Padre João Manuel, altura da Avenida Paulista, que deve ficar lá até o dia 08/12/2013. E o objetivo é formalizar com a prefeitura, uma parceria para lançar até 40 parklets definitivos no próximo ano.

Quem sabe se um destes vem para a minha querida Mooca e, junto com o pessoal do RVS Bike (onde comprei as nossas dobráveis e uma loja-espaço que estimula muito a cultura da bicicleta urbana aqui na Mooca) e do Mooca Verde não conseguimos trazer uma das praças de ciclistas para cá?

Tem mais morador da Mooca e região por aqui? Vem, gente! Vamos nos reunir e criar um projeto legal com um vereador interessado!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.