destaque / entretenimento

Hoje nos presenteamos com algo delicado e simbólico: belas fotos de sakura, a flor de cerejeira, no ocidente considerada a flor que lembra o Japão. Na verdade o símbolo japonês (pelo menos da Casa Imperial) é o crisântemo, mas isto é um detalhe que não reduz o valor deste espetáculo da natureza.

Celebramos a Florada das Cerejeiras no Jardim Botânico que presta homenagem à urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter (uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense) .

Quando conseguirmos o desprendimento de aproveitar a beleza e brevidade de vida como o sakura, que é tão lindo quanto breve e por isso tem sua florada acompanhada num calendário especial que muda a cada ano e corre o país, acordando a todos para a primavera que se aproxima, seremos imensamente mais felizes. Não é uma meta para a vida, mas sim, como a florada da cerejeira, para os momentos aparentemente fugazes, mas que deixam uma marca indelével em nós.

Procurar as cerejeiras em flor pela cidade para visitar e (claro!) fotografar é um ritual para nós. Tudo começou quando moramos no oriente e entendemos o sentido deste momento de apreciar o que a natureza nos oferece, trazendo luz e alegria no final do inverno, época meio depressiva, mas com significado delicado e sensível.

Aqui em Curitiba sempre temos a alegria de vê-las, nas ruas dos bairros, como o Ahú, ou na Praça do Japão, onde elas têm status de celebridade. Foi aqui também que entendi direito as diferenças das cerejeiras brasileiras, a a Prunus Campanulata Maxim, tem a cor mais intensa, mas as flores são menores, e a Prunus Serrulata Lindl, a mais comum e frágil, que produz com mais facilidade a “chuva de flores” que encanta tanto os olhos e aquece o coração.

Em tudo podemos reforçar o empoderamento feminino.

Celebrando a Florada das Cerejeiras no Jardim Botânico, prestamos nossa homenagem à urbanista Francisca Maria Garfunkel Rischbieter, uma das pioneiras no trabalho de planejamento urbano da capital paranaense.

[update] Quer ver a festa e mora longe de Curitiba? Outras cidades fazem esta festa! Em São Paulo a Festa da Cerejeira do Parque do Carmo acontece nos dias 2 e 3/08/2014. Segundo a Federação de Sakura e Ipê do Brasil, o Bosque das Cerejeiras que fica no local tem mais de 4.000 pés da árvore, onde são expostas várias espécies de cerejeiras (sakura).
[/update]
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas