Bosque dos Direitos Humanos

Elevado Costa e Silva
Elevado Costa e Silva

Alguns poderão estranhar o Elevado Costa e Silva (Minhocão) neste domingo. Na altura da Estação de Metrô Deodoro serão expostas 2.183 mudas de árvores, número que representa o total de homicídios no primeiro semestre de 2008 no estado de São Paulo. As árvores serão plantadas no Parque Anhangüera, local onde está sendo criado o Bosque dos Direitos Humanos – Um Tributo à Vida, projeto lançado em dezembro de 2007 se propondo a valorizar a cultura de paz por meio de uma parceria que envolve a organização, realização e manutenção de um espaço especial no Parque Anhangüera.

Interessante que já trabalham na construção do Bosque prestadores de serviços que cumprem penas alternativas -e este tema me lembra a Tânia Defensora. “O cumprimento da pena alternativa está relacionado diretamente a ações de direitos humanos, valorização da cidadania e cultura de paz. Pensamos também em grupos de crianças, excursões escolares, usando o Bosque para compreender a importância na não violência, da cultura de paz”, explica Ariovaldo Ramos, coordenador do São Paulo pela Paz.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook