destaque / educação / empreendedorismo

superman bolsa de estudos para jovens jornalistas nos EUA

Por ter morado no exterior quando era jovem e recém-formada na faculdade, eu sempre indico oportunidades interessantes.

A de hoje é um sonho porque os selecionados trabalharão em tempo integral nas redações de alguns dos principais jornais dos Estados Unidos, como The New York Times, Chicago Tribune, Los Angeles Times e Washington Post.

usa-journalism-scholarship

Trata-se da bolsa Alfred Friendly para jornalistas com inscrições abertas até 31 de agosto. O programa, dirigido a profissionais em início de carreira, promove intercâmbio entre jornalistas de países emergentes e em desenvolvimento e os Estados Unidos.

De maio a setembro de 2017, quem fizer o programa estará nas redações, depois de passar por duas primeiras semanas de seminários e cursos na Missouri School of Journalism.

quem fizer o programa estará nas redações, depois de passar por duas primeiras semanas de seminários e cursos na Missouri School of Journalism. Todas as despesas serão cobertas pela bolsa, que existe desde 1984 e da qual já participaram 13 jornalistas brasileiros.

Todas as despesas serão cobertas pela bolsa, que existe desde 1984 e da qual já participaram 13 jornalistas brasileiros.

Para ser elegível, o profissional deve ter entre 25 e 35 anos de idade, proficiência em inglês, emprego em tempo integral como jornalista no Brasil e, no mínimo, três anos de experiência profissional.

Informações e inscrições (em inglês) aqui.


Estatísticas