bem estar / destaque / sustentabilidade

  

Hoje meus compadres Marco Gomes e Talita Ribeiro estiveram na ONU e me mandaram alguns updates por WhatsApp do fórum que presenciaram, pois o assunto me interessa e não raro é tema aqui no @avidaquer: atendimento e parcerias para evitar e superar pandemias. 

No Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, o ex-presidente Bill Clinton participou de um fórum que abordou a construção de resiliência a pandemias. O enfoque do encontro era o atendimento em áreas onde parcerias são necessárias para garantir que lições sejam aprendidas como a resposta ao ebola na África Ocidental.

  
Clinton disse que não há melhor forma de gastar com saúde, senão criar condições para garantir que os danos da epidemia não voltem a acontecer. 

Ele defende que os países afetados não voltem a precisar de assistência externa, exceto para casos de desastres naturais inevitáveis.

O foco do discurso foi a situação da Libéria, da Serra Leoa e da Guiné Conacri os países mais afetados pelo surto. Segundo a Organização Mundial da Saúde, OMS, a epidemia fez 11.134 mortos e registou 27.013 casos.

Clinton disse que após a epidemia do ebola não é suficiente chegar a zero infeções mas manter essa cifra. Ele afirma que essa segurança requer investimentos a longo prazo, parcerias longas e a vontade de colocar de lado um valor “claro e definido” para melhorar os sistemas dos países afetados.

A Nigéria foi um dos exemplos de sucesso citados por Clinton, ao destacar que depois de confirmar um paciente, teve 19 mil casas visitadas em cinco semanas “porque tinha um sistema preparado quando o ébola chegou ao país”.

Em julho a ONU realiza a 3ª. Conferência sobre o Financiamento do Desenvolvimento, em Adis Abeba. Bill Clinton disse esperar que os governos doadores apresentem promessas para reforçar sistemas de saúde e recursos humanos da África Ocidental.

Nós também torcemos por isso!

😉
P.S. Dizem que os eleitores de Hillary Clinton são cegos porque os eventuais escândalos não enfraquecem sua vontade de ver a ex-primeira dama na presidência. Eu faço parte deste grupo! 🙂 E o título, foi proposital, afinal não seria algo assim que a mídia machista se referiria a uma mulher? :p

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Latest posts by Sam @samegui Shiraishi (see all)


Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas