Bertolucci no CCBB SP

Almocei com a @carladobrasil, blogueira que eu conheço de blog há pelo menos um ano e com quem sempre combinava um passeio cultural por Sampa. Foi corrido, almoçamos no Sesc Carmo e visitamos rapidamente a Caixa Cultural, mas foi uma delícia. 🙂 

Conversando com ela e o namorado (vejam a falta que um cartão de visitas faz, fiquei sem o twitter, nome, nada do moço que é jornalista esportivo no UOL e com quem conversei muita coisa legal também) eu comentei da mostra do cineasta Bernardo Bertolucci no CCBB. E cá estou eu para cumprir minha promessa a eles, passar os dados desta dica cultural. 

Será que alguém que gosta de cinema não ouviu falar deste cineasta ousado, que gosta de movimentos de câmara sofisticados, roteiros inteligentes e não tem medo de experimentar? Bernardo Bertolucci é um dos nomes mais famosos do cinema italiano. Pela primeira vez no Brasil uma retrospectiva da primeira fase de sua obra, de 1962 a 1979, traz aos paulistanos a chance de conferir obras clássicas do mestre do cinema moderno, que se popularizou com os polêmicos “O Último Tango em Paris” (1972) e “La Luna” (1979). Curtas e documentários de/sobre o cineasta italiano dividem espaço na agenda com clássicos pouco vistos no país como “Novecento”(1976) e inéditos como “A Via do Petróleo” (1967). O cinema épico-político-onírico de Bertolucci será debatido por críticos e contemporâneos do autor.

A curadoria é de Joel Pizzini. A programação pode ser conferida aqui e as sinopses dos filmes aqui.

Serviço:

  • O que: Mostra da primeira fase do cineasta italiano Bernardo Bertolucci
  • Onde: Centro Cultural São Paulo (ua Álvares Penteado, 112, São Paulo, SP)
  • Quem: classificação indicativa de acordo com o filme (70 lugares)
  • Quando: de 17 de dezembro de 2008 a 04 de janeiro de 2009 (quarta a domingo)
  • Quanto: iIngressos R$ 4,00 e R$ 2,00 (meia-entrada)

P.S. Fotos do nosso encontro:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook