Bastidores da cocriação do #SocialGoodLab e porque o mundo quer mulheres na tecnologia

10929570_780085818711460_2499678233245032291_n

Bastidores da cocriação do #SocialGood: a manhã desta terça reuniu uma turma super do bem para pensar como usar as tecnologias de conectividade para promover o bem social. Eu super apoio a causa desde 2011, quando soube do movimento, depois no lançamento oficial numa Social Media Week e ativamente nos dois primeiros seminários, em 2012 e 2013. Depois continuei ligada ao tema, como Link (embaixadora) e também na cocuradoria Social Good no youPIX.

Na curadoria de 2014 trouxe um tema que eu e Fernanda Bornhausen Sá, a “mãe do Social Good Brasil”, já tínhamos em mente há tempos: a participação das meninas e mulheres nos projetos tecnológicos. Em um debate divertido, com uma platéia incrível de meninas que trabalham diretamente com tecnologia, conversamos sobre o tema e abrimos uma conversa que não tem hora para terminar.

10488051_10153088986123086_515405695254142857_n

Não posso contar tudo que ouvi na cocriação do Social Good Lab sob o risco de (1) criar expectativas antes de confirmarmos o que vai ou não se concretizar e (2) tirar o ineditismo de quem vai efetivamente tabular os resultados e contar para os envolvidos no site do movimento.

Mas garanto: ótimas ideias não faltam e me chamou atenção a visão prática da mesa de Tiago Torres sobre o papel de mentoria no Social Good Lab: criar um banco de horas e facilitar o engajamento dos mentores me parece uma das melhores formas de fomentar novos negócios e estimular a formação de novos empreendedores sociais.

(para mim, por exemplo, isso seria perfeito, eu me ofereceria)

Na mesa de Carla Link outro tema importante: não perder o foco do fomento de uma rede de troca de conhecimento em negócios sociais e economia criativa, fugindo do risco de focarmos apenas no empreedorismo e negócios. Este grupo também trouxe uma percepção do valor do encontro presencial anual (no seminário) e de encontros locais, reforçando os vínculos regionais.

Carla, uma das responsáveis pelo levantamento no semiárido da campanha sem #trabalhoinfantil 2014, é uma daquelas mulheres jovens envolvidas com um monte de coisas boas no Brasil. Nome para lembrar e salvar por aí.

E como a gente quer ter muitos nomes de mulheres para lembrar e ressaltar, né?

O mundo todo está de olho nestes talentos, em especial nas mulheres talentosas, quer ver?

linkedin-business

Na primeira semana de fevereiro, duas grandes redes sociais, Facebook e LinkedIn, anunciaram um projeto conjunto que busca elevar o número de mulheres estudantes de engenharia e ciência da computação, a fim de que ocupem mais vagas no Vale do Silício, hoje dominado por homens.

Segundo levantamento de dados sobre diversidade divulgado pelo Facebook no ano passado, apenas 15% dos funcionários da empresa em postos relacionados à tecnologia são mulheres. No LinkedIn, elas representam somente 17% dos empregados da área. No restante das companhias do Vale do Silício, esse é praticamente o cenário padrão.

E como farão isso (importante saber para sabermos como repetir aqui!):

O programa pretende criar grupos de estudos em universidades, coordenados por tutores, na tentativa de envolver mais alunas no campo da tecnologia, além de prepará-las para serem funcionárias das corporações responsáveis pela iniciativa. A expectativa é que, em pouco tempo, ela se globalize, com grupos de estudos em instituições públicas e privadas.

Estão envolvidos diretamente no projeto, LeanIn.org, ONG de Sheryl Sandberg, chefe de operações do Facebook, e Anita Bord Institute.

🙂

Você tem pessoas e histórias muito legais para contar que têm esta vibe?

Em 2015 o Social Good vai produzir mais um filme e convida todos a encontrar histórias inspiradoras.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.