Banqueiros e a chuva

Eu já comentei aqui que assino a newsletter de O Filtro . Bem, hoje Thomas Traumann escreveu algo que quero replicar aqui:

Um banqueiro ”, dizia meu escritor de infância favorito, Mark Twain, “é o sujeito que empresta a você um guarda-chuva num dia de sol, mas tira quando está chovendo ”. Como faz um sol de lascar sobre a economia do Brasil há uns três anos, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) descobriu que não vai chover nas próximas semanas e promoveu o país ao “grau de investimento”. Isso significa que, para os parâmetros da agência, o Brasil é um país seguro para investidores do mundo todo – embora isso já fosse de conhecimento até dos peixinhos dourados das empresas corretoras. Apesar da falta de surpresa, o clima ontem na Bovespa foi de euforia escolar.
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook