Balada Literária

Acontece desde ontem na Vila Madalena, reduto de intelectuais e artistas da cidade, a Balada Literária. Criada por Marcelino Freire, escritor e curador cultural que, há cinco anos, viu no atendimento da Livraria da Vila o espaço ideal para criar um encontro que hoje é visto como um dos mais importantes e descontraídos eventos literários do país, reunindo artistas, nacionais e internacionais, em mesa de debate, em mesa de bar, no palco, trocando ideias, festejando lançamentos.

Na abertura do evento ontem a homenageada desta edição, a escritora paulistana Lygia Fagundes Telles (que tem toda a sua obra relançada pela Companhia das Letras), conversou com a jornalista Mona Dorf (colunista do IG) e com o escritor Nelson de Oliveira, com participação da atriz Leandra Leal.

Neste ano, de 18 a 21/11, estarão na Vila Madalena Alberto Manguel, Antonio Nóbrega, Alice Ruiz, Augusto de Campos, Beth Goulart, Botika, Cid Campos, Emicida, Eunice Arruda, Jorge Furtado, José Castello, Luiz Antonio de Assis Brasil (que também coordenará uma oficina de criação), Marcelo Rubens Paiva, Siba e Vitor Ramil. A programação conta também com homenagem ao editor Massao Ohno, ao poeta Roberto Piva e ao escritor e ator Alberto Guzik, mortos este ano, e apresentação da peça “Los Críticos También Lloran”, baseada na obra do chileno Roberto Bolaño e encenada por um grupo que reúne autores/atores espanhóis e venezuelanos, e a presença do escritor alemão Ulrich Peltzer, parceria com o Goethe-Institut.

E se você se animou, pode ver aqui a programação completa.

P.S. Desde 2006 a Balada Literária já reuniu, entre outros, Adélia Prado, Angeli, Chico César, Cristovão Tezza, David Toscana, Efraim Medina Reyes, Francisco Alvim, João Gilberto Noll, João Ubaldo Ribeiro, José Luandino Vieira, José Luís Peixoto, Luis Fernando Verissimo, Laerte, Márcio Souza, Mario Bellatin, Mário Prata, Paulo Lins e Tony Belotto.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook