Levanta a mão quem se informa ouvindo rádio o/

Levante a mão quem ligou o rádio para saber como se virar nos 5 dias de greves dos metroviários de Sampa!

o/

#tamojunto

O rádio faz parte do meu cotidiano e nem me imagino sem ele.

TV a cabo é boa para se divertir ou distrair, a TV aberta nos dá um termômetro do que a sociedade gosta, jornais e revistas cada vez mais são “instrumentos de estudo” e os sites são nossos grandes aliados para o instantâneo. Mas, na hora de saber como a cidade vai, é no rádio que a gente busca informação.

Quando fiz faculdade de jornalismo tinha gente que reclamava por ainda ter aulas de Rádio. Era considerado mídia velha, ultrapassada e em extinção. No meio do curso surgiu a CBN e com ela o rádio foi, aos poucos, retomando seu papel de grande instrumento de informação. 

Uma pesquisa inédita mostra que o rádio tem o dobro da audiência da TV aberta das 6h ao meio-dia, na média de todos os dias da semana.

  • Pela manhã, o rádio tem 1,815 milhão de ouvintes por minuto na Grande São Paulo, enquanto a soma de Globo, SBT, Record e até a TV Canção Nova resulta em 886 mil telespectadores por minuto.
  • À tarde, entre 12h e 14h, o embate também é acirrado e as FM’s de São Paulo saltam para1,604 milhões de ouvintes por minuto, contra cerca de 2 milhões de telespectadores.
  • Somente à noite, tradicional momento em que a família se reúne no sofá, a TV vence por ampla vantagem, alcançando 5,6 milhões de pessoas entre 17h e 19h, contra 1,142 milhão do rádio.

Como explicar isso?

Grande parte da audiência do rádio vem de telefones celulares e carros. Os enormes engarrafamentos de São Paulo beneficiam o setor, já que muitos motoristas ligam o rádio do veículo enquanto esperam o trânsito se locomover.

Mas eu desconfio que tem uma relação direta com nossa nova mania de fazer mil coisas ao mesmo tempo. O rádio combina com isso, pois usa apenas um dos sentidos e nos libera para fazermos várias outras coisas!

E há quem ouça basicamente música que aumenta a produtividade, lembram?

As emissoras de FM mais populares dominam o ranking das mais ouvidas. A Nativa lidera, com 272 mil ouvintes por minuto na média das 6h às 19h. É seguida pela Transcontinental, Band, Top FM e Gazeta. No AM, as de notícia se sobressaem. A liderança é da Rádio Globo, com 114 mil ouvintes por minuto, seguida por Capital, Bandeirantes, Jovem Pan e Record.

E aí, se identificou?

Então indique suas emissoras e programas favoritos!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.