mãe
Home is where fun is foi indicação do @alessandro_m. Valeu querido, os meninos agradecem.

Qual será a casa dos sonhos das crianças? Um texto no Mãe com Filhos hoje falava das crianças que ninguém quer, numa alusão à triste história da menina de oito anos adotada e devolvida pelos pais sem a apresentação de uma justificativa. Juristas se dividiram e uma das soluções seria o pagamento de uma pensão até que a criança complete 24 anos – mais a indenização de 100 salários mínimos com o objetivo de atenuar os efeitos do ‘novo’ abandono, arcando com as despesas de um tratamento psicológico. Esta e outras histórias podem ser lidas aqui e ali

Mas no geral nossos leitores são daqueles pais que querem tanto os filhos que não sabem mais o que fazer para agradá-los.Confesso que eu sou muito assim. Meus filhos têm um quarto para os brinquedos e os livros, no geral definimos os programas nos finais de semana de acordo com a estréia do cinema – Jonas Brothers ou Uma noite no Museu, mesmo que a gente queira ver Anjos e Demônios ou Budapeste – e, como fizeram meus pais, deixamos de fazer coisas que seriam boas para “nosso currículo” para pagar o curso de inglês deles, ou o futebol, fonoaudiólogo, artes.

Relembrei o Não basta ser pai, tem que participar, da campanha que a Gelol fazia na TV há alguns (muitos) anos e escrevi sobre a família dos sonhos, convidando os pais a aproveitarem o final de semana de frio para inventar uma brincadeira em casa com os filhos, algo que fuja do tradicional cinema + shopping das grandes cidades. 

A verdade é que, como pais, nossa geração quer demais acertar, quer demais ser feliz, quer demais estar presente, quer demais uma vida perfeita. E neste querer demais é comum esquecermos que as crianças precisam de muito pouco para se sentirem felizes: amor, companhia, paz, harmonia, liberdade com segurança. 

Mas, se for possível, como comentou minha irmã outro dia, dá para criar umas coisas divertidas em casa, como no blog Home is Where the Fun Is… sem neuras, porque o lar está onde está a diversão, a alegria, a felicidade. 

P.S. Minha proposta para os pais neste final de semana era inventar algo com caixas de papelão, revivendo um tópico da comunidade do orkut na qual muita gente boa comentou como suas crianças adoram inventar com papelão. O que me re-inspirou foi a @cyncardoso e o Cardboard Design.

Você pode gostar também de ler:
  Esse texto é para você, que assistiu o filme e está fritando para ler
Aziz e Fatima Ansari em Master of None No mês das
A gravidez na adolescência teve uma queda de 17% no Brasil segundo dados preliminares do
Estudo comprova que a necessidade evolutiva de proteger o bebê expande habilidades das mães Uma
Ali Wong - Baby cobra Nesse final de semana vi "Ali
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas