bem estar
Nossos cães: o velhinho Buddy, que viveu muitas aventuras, e a bagunceira e meiga Lindinha, que é o novo amor da família. Ambos moram na vovó porque são muito grandes para um apartamento. Precisamos de uma casa urgentemente!

Nossos cães: o velhinho Buddy, que viveu muitas aventuras, e a bagunceira e meiga Lindinha, que é o novo amor da família. Ambos moram na vovó porque são muito grandes para um apartamento. Precisamos de uma casa urgentemente!

Eu sou uma pessoa mais amante dos cães do que dos gatos, mas não deixo de admirar suas qualidades. Convivo com catlovers há anos, pessoas completamente apaixonadas por seus gatos queridos. Muitos são adultos, sem crianças, mas é nelas que eu penso quando relembro do valor da convivência com animais de estimação, sejam cães ou gatos. Mas os bichanos, com aquele jeito relaxado e confiante, passa muito mais tranquilidade, seja tirando uma soneca, alongando-se, enfrentando adversários, brincando, expressando emoções, demonstrando independência, amizade e persistência.

Recebi aviso de uma obra que demonstra como os gatos ensinam alguns de seus segredos para deixar as crianças calmas e sossegadas. Em Calmos e tranquilos, a terapeuta e educadora Mary L. Williams sugere que a convivência com os felinos pode ser um apoio na terapia ocupacional para crianças afetadas por estresse e até mesmo depressão, seja em função do nível de exigência cada vez maior e das inúmeras atividades a que são submetidas, seja em decorrência de suas características pessoais.

Não li o livro, mas ele me lembrou alguns posts que já fiz sobre o tema e minha própria experiência de vida, pois os cães foram sempre nossos grandes amigos e apoios nas inúmeras mudanças de cidade e moradia que tivemos na infância e adolescência. Se eu tivesse um gato ou cão comigo quando meus pais se separaram e eu teria me sentido muito menos solitária e as depressões de adolescência teriam sido muito mais leves, sem dúvida.

Mas além da companhia, as crianças aprendem com os animais usando a capacidade de observação, aquele velho papo do exemplo:

“Ao observar e compreender o significado de cada uma dessas atitudes, a criança tem a oportunidade de analisar suas próprias reações e descobre como se acalmar diante de situações exigentes, de adversidades e conflitos.

Educadores também indicam esta proximidade, mas com responsabilidade, como contei no post Convívio com animais favorece sistema imunológico, no qual citei uma pesquisa científica realizada pelo Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de São Paulo (USP), que comprovou que o convívio com animais favorece sistema imunológico e reduz estresse. Acariciar um cão pode elevar os níveis de anticorpos que evitam a proliferação de vírus e bactérias – e atender ao pedido das crianças que pedem para ter um animalzinho de estimação pode ser bom para toda família.

crianças e vira-latas

Se tudo isso deixou-o animado, uma última dica: no dia 17/03/2012, das 10h às 16h, o Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (CCZ, que fica na R. Santa Eulália, 86 – Santana) promoverá a Festa de Adoção “Sempre ao seu lado”, evento que promove a adoção de cães e gatos que vivem lá no CCZ, além de reunir os já adotados no I Encontro dos Amantes de Animais. Gostei porque na ocasião os voluntários também tratarão da posse consciente dos cães de raças pit bull, rottweillers, pastores alemães, dobermanns, e mestiços dessas raças, com informações sobre seu comportamento natural, cuidados específicos e pré-requisitos para a adoção destes animais tão especiais que estão socializados e aptos a viverem com proprietários responsáveis.

E adotar é muito fácil: os interessados devem levar coleira e guia para os cães, caixa de transporte para gatos e documentos pessoais como CPF, RG e comprovante de residência. A taxa municipal referente à adoção é de R$ 16,20 e o RGA, o registro geral do animal, é emitido na hora.

P.S. Posts relacionados: Adotar ou comprar um cão?, Os direitos e deveres dos animais de estimação em apartamento e Cuidado com as feiras de vendas de animais.

Você pode gostar também de ler:
Quando Enzo era bem pecorrucho, ainda antes do Giorgio nascer, um desenho (ainda em VHS,
A gente se esforça para ter uma vida saudável, como naqueles filmes de vovó com
"Todo mundo tem alguma coisa pra ensinar. Agora é a vez de vocês aprenderem isso
A tarefa de casa do #aos8 nesta segunda-feira foi uma autobiografia: ele se disse otimista,
Em outubro um artigo do Ponto & Vírgula falava que Tecnologia também é cultura e
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas