Amor universal. Amor ao próximo. #simplesassim

20130909-114005.jpg

Veja o vídeo abaixo, dura poucos minutos e nos faz pensar sobre as respostas que queremos dar quando questionados sobre nossa fé – não precisa ser a fé em Deus, mas num mundo bom para todos. Nele Kevin Rudd (à época em campanha para ser novamente primeiro ministro da Austrália) responde à pergunta de um pastor evangélico sobre sua mudança de postura acerca do casamento gay.

A discussão vale tanto para o casamento igualitário quanto para o restante das discussões acerca dos detalhes das leis bíblicas.

“A condição humana e as condições sociais mudam, mas qual é o princípio fundamental do Novo Testamento?
Amor universal.
Amor ao próximo.
Se nos tornarmos obcecados por uma definição particular disso através de uma forma de sexualidade acho que estamos perdendo o principal ponto dos evangelhos.”

P.S. O vídeo, via Max Reinert, me fez relembrar vários sermões de Ed René Kivitz na IBAB não (só) sobre gays, mas sobre a essência de ser cristão e de acreditar neste mundo melhor que surgiu com a figura de Jesus.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.