Ambiente leitor para crianças

flip cybele meyer 059

Você também passa  momentos felizes, encantadores, da mais sincera comunhão e que alimentam por toda semana em livrarias, feiras de livro ou bibliotecas? Quando vamos ao shopping raramente deixamos de entrar numa megastore de livros e ficar lá por uns tempos.

Pensando neste hábito lembrei de uma entrevista que reforçava muito do que temos feito com os meninos e que está criando neles o importante hábito de consumir cultura – e me senti feliz por confirmar nas palavras do professor André Moura, pesquisador da Cátedra UNESCO de leitura da PUC-RJ, a receita que tenho usado. Ele falava da Bienal do Livro para as crianças e dava dicas de como continuar atraindo as crianças para leitura depois da Bienal do livro, mas vale para os pais que foram à FNLIJ.

Techos imperdíveis:

Biblioteca São Paulo e Parque da Juventude (35)

Como manter o clima de Bienal: Lendo para e com a criança, lendo para si com a criança vendo o exemplo, lendo sozinho sem a presença dela, ouvindo a narrativa oral da criança (elaborada a partir do que ela apreendeu da história que lhe contaram)… Os pais devem prolongar o instante de encontro com o livro, de forma natural.Agindo para reforçar o que é falado em casa. Não apenas o discurso de que “é preciso ler” mas, fundamentalmente, a ação de ler. Ouvir histórias e estimular momentos de integração familiar que sejam efetivas trocas entre leituras, lembranças, comentários do que aconteceu no dia, pois da oralidade se chegará à leitura e dela, à escrita, e de volta ao que será recontado, como em um ciclo. (Até me emocionou, porque é exatamente como fazemos em casa!)

Como manter o ambiente leitor em casa: Dentro das possibilidades, é importante ter livros em casa. Contudo, o fundamental não é o acervo, o material. O mais importante é exercer uma prática leitora como parte da rotina diária da família, apesar das dificuldades impostas pelo ritmo diário. Por exemplo, nos passeios de fim de semana, as conversas podem girar sobre histórias lidas em casa ou na escola, estimulando a narratividade.

Quando a criança deve começar a procurar sua própria biblioteca: Podemos dizer que, no início, o mais importante é trocar e emprestar livros? O ideal seria construir uma biblioteca juntamente com o enxoval do bebê, como uma espécie de acervo mínimo que depois seria aumentado, de acordo com as próprias preferências individuais de cada criança . Sem dúvida, estimular a troca de livros é importantíssimo. Seja no caso de empréstimo na biblioteca da escola, seja com amigos do prédio, da rua, do bairro, seja com primos ou demais parentes. Um clube de leitura ou uma comunidade leitora – formal ou informalmente – agrega e é, obviamente o que pautou eventos como as bienais do livro, que não devem ser vistas apenas como um mero case mercadológico.

Leitura da noite: Rua do Serro Frio número 13
#aos8 e "Rua do Serro Frio número 13", de Lino de Albergaria com ilustrações de Ivan Coutinho (editora Salesiana)

E para quem gosta de leitura com crianças ou tem este hábito não sabe onde compartilhar, fica o convite para visitar o blog coletivo Pequenos Leitores – indicações de leitura (e cultura) para crianças – que tem Twitter @pqleitores e uma fanpage no Facebook.  Ontem a Deborah Dubner fez um artigo super querido sobre o blog na série web do bem do Itu.com.br.

P.S. O ambiente leitor resulta em filhos que adoram ler antes de dormir. Quem é meu amigo no Instagram vê que toda noite temos alguma leitura para compartilhar! E ontem Enzo postou, do iPhone, dicas da leitura da semana: Artemis Fowl, um livro bem legal. E eu compartilho as fotos das leituras da noite no álbum Pequenos Leitores do meu flickr.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook