destaque / empreendedorismo / girl up!

IMG_0467.JPG

Quando estudava para planejar o debate #socialgood no @youPIX: Geração Brasil das startups e o clube do bolinha, um nome sempre aparecia entre meus convidados e consultores:  Ada Lovelace.

Não me surpreendeu tanto o fato de uma mulher ter este renome e respeito, considerada internacionalmente a primeira programadora do mundo, mas sobre tudo a época em que ela viveu: meados do século XIX.

A máquina que ela ajudou a criar não foi construída durante seu tempo de vida, mas, em 1982, uma linguagem de programação estruturada ganhou o nome “Ada” como referência a uma das personagens mais representativas da história da tecnologia.

“Augusta Ada King, nascida em 1815 com o nome Augusta Ada Byron, conhecida como Condessa de Lovelace ajudou o colega, Charles Baggage, no desenvolvimento da primeira máquina de cálculo, além de ser responsável pelo algoritmo que poderia ser usado para calcular funções matemáticas. O trabalho de Ada Lovelace permitiria que a máquina calculasse os números de Bernouilli. Entre 1842 e 1843, ela criou notas sobre a máquina analítica de Babbage, que foram republicadas mais de cem anos depois. A máquina foi reconhecida como primeiro modelo de computador e as anotações da condessa como o primeiro algoritmo especificamente criado para ser implementado em um computador.”

Ada Lovelace também tem uma data em sua homenagem, celebrada anualmente no dia 15 de outubro. O “Ada Lovelace Day” tem como objetivo lembrar os feitos do sexo feminino nas ciências, tecnologia, engenharia e matemática, assim como encorajar que mais mulheres sigam este caminho.

O 15 de outubro é também “Ada Lovelace Day” para lembrar os feitos do sexo feminino nas ciências, tecnologia, engenharia e matemática, assim como encorajar que mais mulheres sigam este caminho.

Para homenagear as mulheres que seguiram seus passos e a têm como exemplo, pedi que Alda Rocha (@mjcoffeeholick), que conheço de eventos de tecnologia e mídias sociais e a cada ano vejo se voltar mais para a tecnologia de raiz, dizer algumas palavras sobre a Mãe da Programação.

“Ada simboliza liberdade e a prova de que a ciência, programação e conhecimento, não tem barreiras. Lovelace se transformou em ícone por ter escrito o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina, sendo reconhecida como a primeira programadora de computadores da história. Ada inspira pois até hoje muitas mulheres são desencorajadas a estudar matematica, ciência e em especial programação, por alegarem que é uma profissão masculina, ela se impos sendo excessão a regra e colocou seu amor pelo calculo, números e ciência a cima de tudo. Mesmo quando poderia ser apenas uma Condessa na sua época (1815) , optou por seguir sua vontade e ser um ponto fora de qualquer curva, traduzindo e interpretando e criando o que seria o embrião de toda a história tecnológica moderna que temos hoje.”
@mjcoffeeholick

IMG_0461.JPG

A própria Alda (que chamo de Cris) é um exemplo para muitas de nós, pois começou designer, tomou gosto pela programação, estuda muito e ensina o que aprende, pois é figurinha frequente em eventos como Campus Party, onde ministra workshops para muitos nerds. Ela é mãe de 3 meninas e me contou que uma delas já fala em ser programadora.

🙂

“Eu comecei fazendo um trabalho que até é tido como mais “feminino” – e precisa de uma certa sensibilidade pra ser designer, mas ao longo do tempo fui me apaixonando cada vez mais por linguagem de programação. Hoje sou front end, e escrevo códigos do tipo HTML, CSS, Javascript, PHP , mas meu sonho é ir pra programação de fato e poder criar um produto do início ao fim, poder falar no mesmo patamar que uma equipe de desenvolvedores e poder fazer parte da criação de um produto como o todo. Amo tudo isso. Amo a maneira como números, códigos e dados podem criar um site, um app, pode abrir ou fechar uma aba, enviar um e-mail, de uma ação simples até fazer algo complexo. Sou apaixonada por isso. uma pena as mulheres temerem tanto esse setor por achar que é complicado, ou que nunca vão conseguir aprender, mas existe espaço sim ! Inclusive se faz necessário que as mulheres abracem a tecnologia e façam parte desse mundo lindo e horizontal que é a programação.”

Lindo né?

Se você conhece uma programadora assim, não deixe de festejar a vida dela! E se você é uma destas mulheres, sinta-se abraçada e homenageada por nós.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas