Você adotaria um spam?

IMAG0180

Não resisti. Quer dizer, resisti a tarde toda ao convite com esta pergunta estranha no Twitter, mas quando @babifranzin me chamou e vi o vídeo e as fotos da Spam no blog do Anderson, tive que aderir à campanha. Se eu morasse numa casa, tentaria ficar com ela, mas no apartamento não dá. Enfim, deixo o recado da Babi e as fotos da Spam (e se ficou curioso com o nome, a explicação está aqui):

Encontramos uma cadelinha na rua – acredito que estava perdida – e ela entrou em uma casa da vizinhança e foi muito mal tratada. Apesar de não poder criá-la (já tenho cães e gatos) gostaria de encontrar um lar para ela. Aparenta ser vira-lata, mais ou menos 6 meses (os dentes definitivos estão crescendo), é bem carinhosa e, como todo cachorro da sua idade, adora morder. Vamos levá-la no veterinário para as primeiras consultas. Ela está em São Paulo, SP.

P.S. Vocês se lembram de quando éramos crianças e os nossos amados cachorrinhos eram vira-latas? Os meus e do Gui eram e temos lembranças maravilhosas deles. 🙂 Se você ou algum amigo está em busca de um cão, uma dica que recebi hoje foi do site Guia Vegano de Adoção Animal, onde tem galerias de fotos de animais com uma descrição boa para nos orientar na escolha.

[update] A Babi não resistiu e decidiu adotar a Spam, segundo ela conta aqui.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook