A Paz Que Eu Não Quero #insider #SWU

“No segundo flash mob SWU, nos encontraremos para cantar a música “Minha Alma”, do Rappa. A ideia é juntar as vozes em prol da sustentabilidade e do planeta, unindo os gogós num grande mutirão musical contra o desperdício de energia. Afinal o SWU é um grande movimento em prol da sustentabilidade

Flash Mob SWU

Amanhã estarei no Ibirapuera em meu primeiro ato oficial como #insider do movimento SWU, sobre o qual eu já falei aqui e que tem como mote a ideia de que com pequenas atitudes podemos conseguir grandes mudanças. Começa Com Você – Starts With You.

Eu já tinha pensado em ir no outro flashmob, do qual vi ótimas fotos com gente muito simpática e animada. E eu gosto de gente, de verdade – não é fake para mídia social – e sou do tipo que puxa papo em qualquer lugar, com todo mundo e lembra depois quando se vê de novo no metrô depois de 2 anos…

(nem sempre lembro do nome, mas lembro do bairro, do curso que fazia, alguma coisa pessoal marcante sempre fica no meu coração e na minha memória)

… ou talvez seja porque eu realmente quero viver uma paz que seja gregária e a segregação social não combina com esta ideia de sociedade que eu persigo. Enfim, o fato é que eu tenho este lado de inclusão social e de quem acha que sustentabilidade passa muito pela inclusão do ser humano e por isso “me achei” na nova ação do SWU com a música Minha Alma (A paz que eu não quero), do Rappa.

Adoro esta musica, foi a primeira que ouvi quando voltei do Japão, aliás, o primeiro clipe brasileiro que vi na volta e foi muito marcante! Foi meu irmão (o engenheiro florestal “ecochato” da família) que me mostrou assim que cheguei porque, voltando de outra realidade e grávida, fiquei muito impactada por ver novamente crianças em situação de abandono nas ruas. E como falou ontem Claudia, minha DJ favorita (@djmisscloud), a letra tem este chacoalhão que é o que a sociedade precisa em muitas áreas que envolvem a prática sustentável no cotidiano.

Então nos vemos lá! O flash mob acontece nesse sábado, 28/08, às 17h, na Plateia Externa do Auditório Ibirapuera (ao lado do Obelisco). Clique aqui e veja o convite. E vale a pena ser pontual: os primeiros 500 participantes vão ganhar uma camiseta exclusiva do SWU. E você ainda pode fazer mais, levando um quilo de alimento não perecível para doar à ONG Prato Cheio.

P.S. A Claudia – que vai representar o blog nos shows do SWU, postando tudo aqui depois – é testemunha de que eu não vivo nesta prisão, opto por ser gente, pego metro com meus filhos, não moro em condominio “blindado”… e não estou criticando quem fez esta opção, apenas estou dizendo que uma vida sustentável tem que envolver também as pessoas ao nosso redor.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook