A joia de Medina #review

a joia de medina

Quando comecei a ler o livro A joia de Medina, de Sherry Jones, que fez parte do Book Crossing Bites Record de agosto,  achei instigante e esperava realmente apreciar o universo charmoso do Oriente Médio. Mas não foi assim. A teia de mentiras, hipocrisia e desamor, aliados ao excesso de trabalho de uns e o ócio de outros, situações completamente sem justificativas, foi me tirando do sério. E imaginem que quando eu tinha 16 anos li a bigrafia de Maomé (mas de antes de ele se tornar um profeta velho e cheio de esposas) e até o Livro Verde do Aiatolá Kohmeini eu li… risos.

Enfim, não consegui com esta obra uma coisa que considero fundamental para se apreciar de fato um livro: a identificação. Sem empatia como se emocionar? No entanto, nos tempos em que vivemos, é importantíssimo saber como certos costumes já eram arraigados nos povos do oriente médio antes de serem “o Islã”, porque explica para o ocidente como o oriente é outro universo cultural e os motivos que fazem as mulheres de lá aceitarem o que nós chamamos de opressão.

Ai’sha não é uma heroina no sentido que gostamos no século XXI, mas ela é no sentido humano, por ter aprendido lições importantes sendo ainda muito jovem e ter conseguido ser sábia e terna quando foi necessário para seu povo. Não vou fazer spoiler nem reiterar a história (até porque as resenhas de @ladyrasta (com um video ótimo de Mary Del Priore sobre romances históricos) @smiletic @cybelemeyer @elfinha e da minha mãe (com uma explicação fantástica sobre o lado religioso) darão um panorama ótimo para quem quiser se aprofundar!).

Tem debate nosso sobre o livro no GoodReads e n’O Livreiro.

[update] a @maitelemos também fez review, ela ganhou o livro no sorteio do blog da @smiletic 😉 [/update]

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook