A cidade do sol


 

collage18.jpgSoube por uma resenha meio maldosa, mas como adorei o livro anterior, fiquei com vontade de ler o novo de Khaled Housseini (A cidade do sol, Nova Fronteira, 368 páginas, tradução de Maria Helena Ruanet).

Atualmente estou com dois livros muito bons mas com a leitura parada, porque o cansaço do dia de trabalho não me deixa acordada para a leitura noturna que tanto adoro.
Ainda assim, recomendo:

  • Operação Cavalo de Tróia 8, Jordão, de J.J. Benitez, da editora Mercuryo. Nunca tinha lido estes livros, mas minha mãe ganhou a coleção toda da minha irmã no Natal e tem sido gostoso ler, aprendi muito sobre história antiga.
  • Pais separados, filhos preparados, de Cris Poli, da editora Gente. Nada pessoal, pois aqui em casa o tema não caberia (graças a Deus), mas ganhei o livro e estou lendo para fazer um desabafo de mãe sobre o tema, pois fui “filha de pais separados” – que, aliás, se recasaram, mas os detalhes ficam para meu texto. Depois da matéria que fiz com a Cris ano passado, para a Sotaque Brasileiro, fiquei encantada com ela, porque suas técnicas são basicamente de amor e fé, lado que não fica tão evidente na TV, mas ela mostra bem nos livros.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.