Foursquare Day e porque sua empresa deve pensar a sério na geolocalização

Já questionei se o Foursquare é bom mesmo ou apenas uma bobagem geek, já reclamei quando demorou para sair o aplicativo para meu tipo de celular e contei como as “tips” (dicas) são úteis, já festejei quando a rede social começou a crescer muito, contei como aproveitar a rede para descobrir passeios em viagens e discuti se a invasão de privacidade deste aplicativo e do Places do Facebook é boa ou ruim. Mas até agora nunca pensei em sair desta rede social que me aproxima dos amigos, me dá dicas para aproveitar a cidade e me permite reclamar ou elogiar estabelecimentos comerciais que frequento.

Creio que esta discussão do uso real das informações que postamos lá será um dos temas do encontro na ESPM que debaterá “As melhores maneiras de aplicar Geolocalização em um planejamento de Mídias Sociais” e o assunto, que envolve o Foursquare (#4sq), me lembrou algumas reflexões sobre a importância de que as empresas se posicionem também neste espaço virtual.

Dados informam que o #4sq cresceu 3.400% em 2010, o que lhe garante um espaço nas estratégias de comunicação das empresas brasileiras.  Mas qual a utilidade desta rede além de “contar vantagem” sobre onde se vai? Ora, por lá, com facilidade, é possível avaliar o comportamento dos usuários em relação ao mercado.

“O usuário, quando faz o “check-in” em algum estabelecimento por meio do canal, faz comentários, elogios, críticas ou compartilha com sua rede social o que está fazendo no local. É a opinião direta do público ao alcance das empresas. Além disso, a divulgação da marca chega a todos os contatos deste consumidor.” (Elizangela Grigoletti)

Não é mais raro sentar à mesa num restaurante e se deparar com um recado convidando-o a fazer checkin no Foursquare. E de olho nesta “propaganda” que os clientes fazem ao contar para seus contatos onde estão, as empresas realizam promoções que começaram com almoços grátis para o “mayor” (prefeito, quem faz mais checkins no local em determinado período) passando por sobremesas grátis e descontos em serviços para clientes fieis. São estratégias que mostram que a rede ainda tem muito espaço para crescer no Brasil.

Alguns casos são citados e entusiasmam os criativos das agências brasileiras. São ações que vinculam doações (de centavos) para cada ponto que o usuário ganhe – realizando “check-in” em estabelecimentos diversos – até o “check-in” em loja que premiaria com brinde quem estivesse com seu ingresso para determinado show. De minha parte, gosto mais dos Specials Nearby (as promoções perto de mim) que passaram a aparecer no meu Foursquare e me dizem quais marcas (lojas, serviços, restaurantes) são simpáticas aos geeks como eu do que ganhar uma palheta comemorativa de um show para o qual possivelmente paguei bem caro para ir. Mas eu não sou bem o padrão do consumidor, né?

Com ou sem brinde, se você ainda não se convenceu de que deve, pelo menos, deixar as informações atualizadas da sua empresa no Foursquare, #ficaadica: de acordo com o Google Insights, nos últimos doze meses o número de buscas da palavra-chave Foursquare praticamente dobrou em todo o mundo.

Com milhares de usuários prontos para fazer o “check-in” no seu estabelecimento, você ainda não pensou como irá recebê-los?

P.S. No vídeo abaixo tem dicas para aproveitar o foursquare e neste link um “infográfico com dados de check-ins, perfis de marcas mais famosos na rede, cidades com maior atividade e muitos outros dados globais que ilustram a ascensão da geolocalização em mundo móvel e constantemente conectado, com sede de compartilhar”.

Posts Relacionados

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook