30 minutos de exercício bastam?

piscina e caminhada

Uma coisa que me fez falta de verdade neste ano foi uma rotina de exercícios físicos. Em dezembro de 2007 machuquei o joelho e tive que sair da academia, justamente numa fase em que minhas atividades intelectuais se intensificaram muito.  Ganhei peso, como era inevitável, mas o pior é  que perdi vitalidade e voltei a ter insônia. Acordar bem cedinho e ir para academia era uma atividade ótima, que me permitia começar o dia bem e também ajudava a ter uma boa noite de sono. 

Por conta disto, ao pensar num presente de Natal para mim (e para o Gui), optei por reaver a academia. 😉 E para não chegar lá em janeiro sem um “aquecimento”, estou aproveitando para caminhar, fazer exercícios (minha mãe tem uma academia em casa, com muitos equipamentos) e brincar na piscina com os meninos.

Você também fez esta promessa para 2009? Não esqueça de ir devagar e sempre se aquecer. Alongamentos e caminhada evitam problemas tanto para atletas quanto para quem faz exercícios só no final de semana. Recentemente, a Associação Americana do Coração e o Colégio Americano de Ciências do Esporte divulgaram os novos parâmetros sobre a atividade física. De acordo com as entidades, um adulto saudável deve acumular pelo menos 30 minutos de atividade aeróbica moderada por dia, entre cinco e sete vezes por semana. No estudo podem ser consideradas as atividades moderadas, tais como as corridas e caminhadas com ritmo. Aliás, os trinta minutos diários lembram o tempo da academia feminina que escolhi. 

As academias que utilizam circuitos de meia hora são uma boa opção, especialmente para quem decidiu mudar de estilo de vida como eu. O chamado modelo express vence a eterna desculpa da falta de tempo e, embora as aulas sejam reduzidas, os benefícios são reais.  Para quem ainda não reuniu força de vontade suficiente para colocar o corpo em movimento, repito uma fala da minha cardiologista: “o sedentarismo aumenta em até oito vezes o risco cardiovascular. Com trinta minutos é possível ganhar longevidade e qualidade de vida”.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook