1º Prêmio Nacional de Projetos de Participação Infantil

20140214-170122.jpg

Imaginem uma sociedade na qual as crianças são estimuladas a participar ativamente de tudo, não só na família ou na escola, mas em múltiplos espaços sociais.

Apesar de a participação infantil estar prevista como direito na Convenção sobre os Direitos da Criança da ONU (da qual o Brasil é signatário), no Estatuto das Crianças e dos Adolescentes – ECA, assim como em outros documentos públicos nacionais, sua implementação está longe da desejada.

Este mundo dos sonhos ainda não é comum, mas um prêmio pretende fazer dele um desafio e encontrar experiências práticas e bem sucedidas de protagonismo infantil.

O 1º Prêmio Nacional de Projetos de Participação Infantil tem objetivo de fortalecer e disseminar práticas de participação infantil. Sendo realizado nacionalmente, através da premiação de práticas metodologicamente sérias, inovadoras, eficazes, criativas e com impacto relevante, pretendemos contribuir para difundir e estimular a efetivação do direito à participação infantil em múltiplos espaços sociais.

Pelo que li, o concurso pretende enriquecer o campo de discussões e práticas em torno da ideia da participação infantil no Brasil, mudando a concepção tradicional que considera as crianças como seres passivos, sem opinião, sem propostas ou vontade própria, que devem aguardar algum momento num futuro distante para se tornarem cidadãos e, só então, poderem participar ativamente da sociedade.

Dentro deste conceito, incluir a participação de crianças é percebê-los como pessoas completas, competentes, curiosas e criativas, capazes de agir no momento presente de suas vidas. O envolvimento dessas crianças no planejamento e execução de projetos em distintas escalas não só enriquece seu desenho, como o torna mais aderente à realidade, o que constitui para essas crianças um importante processo de vivência na construção da sua cidadania.

O 1º Prêmio Nacional de Projetos de Participação Infantil ocorre no âmbito do Projeto Criança Pequena em Foco, apoiado pela Fundação Bernard van Leer, e realizado pelo CECIP – Centro de Criação da Imagem Popular. O prêmio conta ainda com o apoio do Instituto C&A.

O Criança Pequena em Foco tem como objetivo incluir a participação das crianças no desenvolvimento das políticas públicas, considerando necessário múltiplas estratégias para atingir tal objetivo:

• Ações de defesa da temática junto ao poder público;

• Mobilização social em torno do tema através de em diálogo com organizações, atuação em redes e fóruns da área infância;

• Capacitação de gestores públicos e de atores de outros setores relacionados à infância;

• Comunicação da ideia em diversos meios e mídias;

• Realização de experiências-piloto que possam ser replicadas em escala pelo poder público;

• Desenvolvimento e divulgação de metodologias participativas;

• Pesquisas que aprofundem os conhecimentos em torno da ideia;

• Troca de experiências entre práticas em desenvolvimento;

• Incentivo às práticas já realizadas.

Overview.Brazil.s

Entre as atividades realizadas pelo projeto, no período de 2011 e 2013 estão: parceria com a Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, através do Instituto Pereira Passos e Programa UPP Social, para articular a inclusão da participação infantil nas ações do município; a sistematização de metodologias para escuta das crianças, produzindo a publicação “Vamos Ouvir as Crianças?” – Caderno de Metodologias Participativas do projeto Criança Pequena em Foco; realização de uma experiência-piloto de participação infantil em parceria com a CET-Rio; a realização do 1º Seminário A Criança e Sua Participação na Cidade, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro; produção de um vídeo-campanha sobre o tema; inclusão, em conjunto com outras instituições, da voz das crianças no Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI) do Rio de Janeiro. 

Com que idade se começa a ser um cidadão?

Veja no vídeo as respostas das crianças cariocas:

Gostou?

Conhece algum projeto que mereça ganhar este prêmio?

Indique!

As inscrições estão abertas até o dia 31/03/2014. Em 05/04 haverá uma parcial com o resultado dos projetos classificados para a próxima fase e no dia 02/05 os seis projetos finalistas, que serão visitados durante o mês de maio. O três vencedores serão premiados no dia 06/06 em cerimônia no Rio de Janeiro, ganhando respectivamente R$ 10.500,00 (1º lugar), R$ 7.000,00 (2º lugar) e R$ 3.500,00 (3º lugar).

Serão concedidas ainda 3 menções honrosas para os projetos escolhidos por um grupo de jurados formado por especialistas no campo da infância, representantes de instituições com importante atuação na área e por um comitê de crianças:

– Crianças em oficina do CPF no Complexo do Alemão (RJ) em 2013.

– Crianças em passeio fotográfico promovido pelo CPF no Santa Marta (RJ) em 2012.

– Menina construindo o Mapa Afetivo do Morro da Babilônia (RJ) durante oficina realizada em 2012.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook