a vida quer

– É um país devastado pela corrupção.

– Como vamos reconstrui-lo?

– Com as mesas empreiteiras de sempre.

(Tira de André Dahmer – malvados)

 

Estou acompanhando com apreensão, coração e muito espírito crítico tudo que acontece neste fatídico março de 2016 no cenário político nacional.

Eu tenho fé, mas não acredito em sistema nenhum sem que o cidadão se empodere, saiba ser parte do todo e não se deslumbre com benefícios pessoais.

 

O problema que enfrentamos não é um partido ou uma classe, é um país construído sobre ideias egoistas, que objetivam lucro rápido e resultados que desprezam o coletivo, baseando-se em medíocres ganhos pessoais.

Enquanto cada um de nós não sair “do jeitinho” que “não se incomoda em burlar algumas regras” para “sair ganhando”, nunca sairemos dessa lama.

Se você ama o país, quer algo melhor, comece agora e mude em cada ato cotidiano. Investigue seu coração e cada decisão e fuja das coisas fáceis que não só lhe dão benefícios como estão indiretamente tirando benesses de outros.


“Não existe almoço grátis”, chácaras emprestadas nem catraca livre de metrô sem objetivos indiretos.

😉

 

(recorte sobre imagem de #geracaodevalor)

 


Estatísticas