destaque / entretenimento

100 anos de historia numa garrafa

Quem reúne as informações da nossa história?

Na escola aprendemos que tudo começou na tradição oral, as histórias contadas “perto do fogo” e recontadas repetidamente por gerações até se tornarem lendas, que nos traziam tanto avisos sobre os perigos e as verdades da vida (contos de fadas e livros que dão fundamentação a religiões são exemplos dessas histórias que ensinam), quanto contam sobre os feitos e as aventuras humanas.

Depois a escrita e, acima disso, da tecnologia da imprensa, que permitiu que os registros fossem popularizados, muita coisa melhorou e passamos tanto a registrar mais as histórias quanto a criar ícones da nossa passagem pelo planeta Terra.

coca-cola a garrafa perfeita faz 100o anos

No feriado estive numa exposição diferente: a dos 100 anos da garrafa de Coca-Cola. Antes que você pense que este é um post patrocinado ou um texto de marketing, relembro que o @avidaquer nasceu e vive de uma premissa: falar de consumo de cultura em família.

Cultura pop é cultura, tanto quanto a cultura erudita ou até mais, pois reflete o gosto, os interesses e as realidades distintas de uma parte maior da população.

Cultura popular e de massa do Brasil foi uma disciplina obrigatória no meu curso de Comunicação Social na UFPR e tenho gratidão por esta disciplina que me abriu a mente para o valor do que é socialmente aceito e “viralizado” naturalmente.

samegui e familia 2nerds na exposição dos 100 anos da Coca-Cola

Por isso, fui com os filhos (de 12, 15 e 2 anos) para ver a “Exposição da garrafa de Coca-Cola: Inspirando a cultura Pop há 100 anos” que comprava o centenário da garrafa da Coca-Cola (uma das bebidas que mudou o mundo, como já falei no post em que cito o livro História do mundo em 6 copos) e fizemos juntos uma jornada multissensorial numa variedade de trabalhos artísticos que têm como tema a garrafa de Coca-Cola, além de artefatos históricos e experiências interativas.

coca-cola andy warol

No evento, que representa a influência que a garrafa única da Coca-Cola exerce na arte e na cultura popular, pude estimular a reflexão sobre o significado de um trabalho bem feito, do valor de exaltar as escolhas da população, a importância de se arriscar em competições, além de passar por grandes nomes da cultura (da música às artes plásticas e ao cinema) para mostrar como fazer o que amamos pode deixar um legado indelével e “eterno”.

Coca Cola e Beatles

Por isso, durante o feriado, recomendei a visita gratuita à exposição dos #100anosdanossagarrafa, que estava no Parque Villa-Lobos. Ao todo, a exposição itinerante percorrerá 15 países e mais de 100 mil quilômetros ao redor do mundo em 2015. A próxima parada da mostra será o México.

paonoramica dos 100 anos da garrafa de coca

E para fechar, uma resposta possível à pergunta que abriu o post:

Quem reúne as informações da nossa história?

Arquivistas, historiadores, pesquisadores e… colecionadores!

Na abertura da exposição, testemunhei uma homenagem que a Homero Rodrigues, que há décadas busca itens raros da Coca-Cola por prazer e dedica suas horas livres para organizar sua coleção, que reúne cerca de 15 mil itens. Amante da marca, Homero emprestou alguns dos valiosos itens de sua coleção para, ao lado das obras de artes, serem expostos ao público visitante.

maior colecionador de itens coca-cola no brasil recebe homenagem

Simone Miletic, que esteve na exposição comigo, contou no seu blog da história de amor de Homero com a marca, que começou em 1982, quando ele estava em lua de mel em Londres, Inglaterra, e achou interessante uma garrafa com o gargalo mais largo, que guarda até hoje.

E a exposição me permitiu uma experiência única: conversar com uma historiadora que tem se voltado ao arquivo deste ícone pop nos últimos 5 anos, mas tem décadas de trabalho voltado ao arquivo público, uma área de formação que desconhecemos no Brasil, mas é formação acadêmica nos EUA.

exposição da coca-cola conversa exclusiva com justine fletcer

E tivemos uma oportunidade única, um encontro super especial com Justine Fletcher, a maior sumidade em arquivo histórico da Coca-Cola mundial, que veio de Atlanta para a abertura. Super simpática, ela respondeu as nossas perguntas, das mais bobas às mais significativas, e eu gravei (um vídeo tosco, mas ainda assim legal pelo valor do “registro histórico”) que publiquei na fanpage do blog. Tem tradução simultânea:

Registro do encontro super especial com Justine Fletcher, a maior sumidade em arquivo histórico da Coca-Cola mundial, que veio de Atlanta para a abertura do “Exposição da garrafa de Coca-Cola: Inspirando a cultura Pop há 100 anos”. Recomendamos muito a exposição dos #100anosdanossagarrafa, mostra itinerante que passa por 15 cidades do mundo e reconta o significado da icônica garrafa de Coca-Cola.Quem estiver por Sampa neste feriado pode conferir gratuitamente essa experiência sensorial no Parque Villa-Lobos. (Tem detalhes e muitas fotos na fanpage do @avidaquer)

Posted by A Vida Como A Vida Quer on Sábado, 6 de junho de 2015

 

Tem como melhorar uma embalagem que parece perfeita?

garrafa da coca agora totalmente plant boottle

“Uma novidade interessante é o anúncio feito pela Coca-Cola no último dia 3/6, na World Expo de Milão, do lançamento de uma versão atualizada de sua “PlantBottle” feita 100% de matérias vegetais. Este lançamento está sendo considerado histórico porque pela primeira consegue-se produzir uma garrafa que não tem traço de derivados de combustíveis fósseis na composição do plástico. Tal como a original de vidro a nova garrafa é totalmente reciclável, neste caso a partir de materiais vegetais renováveis. Dentre estes materiais está, inclusive, a cana de açúcar, que lá atrás fornece o açúcar usado na fórmula da bebida tradicional. A empresa espera até 2020 que todas as novas garrafas PET sejam feitas em PlantBottle, o que deve reduzir significativamente a pegada de carbono da empresa.”

Novidades assim e muita nostalgia permeiam o excelente post do Verborium do Renato Guimarães sobre a exposição dos ‪#‎100anosdanossagarrafa‬.

 

P.S. Saiba mais das experiências diferentes que temos vivido desde 2011 com o Viva Positivamente nesta página. E leia outras impressões sobre a mesma visita: da Simone​ Miletic, do Renato​ Guimarães, do Guilherme Nunes da Silva​, da Elenara​ Stein Leitão, da Aline​ Kelly, da Regiane​ Ivanski.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Latest posts by Sam @samegui Shiraishi (see all)


Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas