cultura web

Bruno Garattoni, editor da Super Interessante, relembrava ontem que há dez anos o sonho das empresas ponto.com morreu.

Ah, o ano 2000… Eu me lembro muito bem. A internet era discada, e só se navegava de madrugada e nos fins de semana – únicos horários em que dava pra ficar conectado sem gastar uma fortuna de telefone. Ninguém sabia o que era Google, e todo mundo pesquisava no Altavista: um buscador tão ruim que na época a Folha, onde eu trabalhava, publicava uns guias com os endereços dos sites. Não havia redes sociais, o mensageiro era o ICQ, e os ‘blogs’ eram páginas do tosco Geocities. E a multimídia, se é que dá pra chamar assim, chegava pelo RealPlayer e seus vídeos – que tinham o tamanho de um selo e sempre davam pau.

Bons tempos. Porque ninguém ligava pra esses problemas: o mundo estava descobrindo a internet, e as revistas de negócios só falavam nas “empresas ponto com” – que recebiam toneladas de investimento e estavam inaugurando a chamada Nova Economia, anticíclica e de crescimento ilimitado. Ah, tá. No dia 10 de março de 2000, exatamente dez anos atrás, o sonho acabou.

É daqueles posts para entregar sua idade, sua vivência (antes do AltaVista, eu usava o All The Web!) e sua cultura, mas que nos permite,velhos ou novos usuários da web, reflexionar sobre os rumos que o novo fenômeno – as mídias sociais – podem tomar. Você acha que esta nova bolha vai estourar como a primeira?

P.S. Vale a pena ler lá na Super o Top 10 Equívocos, Furadas e Infelicidades da Bolha da Internet. 😉

[offtopic] Sabe o que não morreu? Apesar de alguns prognósticos, o PC e o Windows continuam firmes e fortes. No ano 2000, vinda de uma experiência de Macs e Apple no Japão, trouxe de Akihabara um PC com o Windows Millenium Edition instalado. Foi uma bomba, resolvida com o XP (bem maior do que as falhas convivíveis do Vista, podem crer) e nem ele me convenceu a mudar de plataforma. E, como disse o Cardoso, nem é propaganda, é uma constatação que faço como usuária. Ganhei de presente a edição personalizada (e ultra VIP, vamos combinar) do Windows 7 e estou adorando! Super #recomendo.[/offtopic]

Você pode gostar também de ler:
Hoje é Dia do Quadrinho Nacional, galera! E claro que nerd como sou, não poderia
Já aconteceu por aqui, pois temos internet em casa desde os tempos da discada e
Você conhece a Inspirarte? A plataforma, criada pela Faber Castell, para os amantes da arte,
Uma análise do comportamento afetivo da geração millennial e perspectivas para o amor no futuro.
Sexta-feira passada, a atriz Carrie Fisher sofreu um grave ataque cardíaco de 15 minutos antes
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas